ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 30º

Cidades

Número dos que pagam aluguel cresce e MS fica entre 3 piores taxas no País

Apesar de a maioria viver em residências próprias, estatísticas apontam queda nesse índice

Por Jhefferson Gamarra | 06/12/2023 14:52
Imóvel para alugar em Campo Grande (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Imóvel para alugar em Campo Grande (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

A maioria da população de Mato Grosso do Sul mora em domicílios próprios e já pagos. De acordo com dados da SIS (Síntese de Indicadores Sociais), divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira (6), ao todo, 51,3% da população do estado vive em residências já quitadas, um indicador que traduz estabilidade e independência residencial.

Entretanto, por trás dessa estatística aparentemente positiva, revela uma transformação preocupante no panorama das condições de moradia. A análise comparativa ao longo dos anos demonstra uma tendência gradativa de mudança, indicando uma redução de 8,4 pontos percentuais na condição de residências próprias já quitadas entre 2016 e 2022. Paralelamente, a opção por moradias alugadas aumentou em 3,5% no mesmo período. (veja quadro abaixo)

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Em uma perspectiva nacional, Mato Grosso do Sul se destaca negativamente como um dos estados com menor porcentagem de habitantes residindo em casas próprias quitadas, ocupando a terceira pior posição do ranking, atrás apenas de Goiás (50,0%) e Distrito Federal (47,9%).

Além disso, outra métrica essencial sobre as condições de habitação refere-se à ocupação dos domicílios. Em 2022, 18,7% dos sul-mato-grossense viviam em casas onde havia mais de dois moradores por cômodo utilizado como dormitório. Embora essa porcentagem possa causar preocupações sobre privacidade e conforto, Mato Grosso do Sul ocupa uma posição intermediária entre os estados nesse quesito.

Os estados com as maiores proporções de residências onde os habitantes vivem em propriedade própria já quitada são o Amapá, com 82,6%, seguido pelo Maranhão, com 81,3%, e o Piauí, com 80,0%.

A nível nacional, os dados revelam que 64,6% da população reside em casas próprias já quitadas, ou seja, sem financiamento pendente. Enquanto 6,2% vivem em residências próprias, porém ainda pagando por elas (com dívidas relacionadas ao imóvel), 20,2% residem em domicílios alugados, 8,8% em domicílios cedidos e apenas 0,2% em outra condição habitacional.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias