ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Oração abre jornada dos bombeiros rumo ao RS, para ajudar famílias ilhadas

Além disso, também serão disponibilizadas duas viaturas, um helicóptero e um barco para auxiliar as famílias

Por Izabela Cavalcanti e Antonio Bispo | 03/05/2024 10:19
Bombeiros do 6° grupamento do Bombeiros Militar orando antes de seguir viagem para o Rio Grande do Sul (Foto: Henrique Kawaminami)
Bombeiros do 6° grupamento do Bombeiros Militar orando antes de seguir viagem para o Rio Grande do Sul (Foto: Henrique Kawaminami)

O Governo do Estado enviou nove bombeiros militares com especialização em salvamento aquático para o Rio Grande do Sul, especificamente para atuação na cidade de Montenegro, há 1,4 mil quilômetros de Campo Grande.

Além disso, também serão disponibilizadas duas viaturas, um helicóptero e um barco para auxiliar as famílias desabrigadas.

O Estado já decretou situação de calamidade pública devido às inundações pela chuva em mais de 140 cidades, que começaram no último sábado (27) e já ultrapassou o esperado para o ano inteiro.

Conforme a Defesa Civil do RS, já foram registradas 31 mortes e 74 pessoas ainda estão desaparecidas. Estradas desabaram, uma barragem foi parcialmente rompida, casas se perderam em meio à água.

De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, Frederico Reis, o município de Montenegro está 80% coberto por água.

“É uma região bastante crítica. As equipes vão lá dar apoio nas estruturas e nas forças militares que estão atuando. Essa guarnição vai ter o trabalho de salvamento, porque tem muitas pessoas ilhadas e esse será um trabalho de formiguinha”, pontuou.

Os militares do 6° grupamento do Bombeiros Militar vão ficar por dez dias na região. Eles saíram nesta sexta-feira (03), às 9h20, em oração, e a previsão é de que cheguem lá amanhã de manhã.

Momento em que militares saem do 6° grupamento rumo ao Rio Grande do Sul (Foto: Henrique Kawaminami)
Momento em que militares saem do 6° grupamento rumo ao Rio Grande do Sul (Foto: Henrique Kawaminami)

Ainda conforme o comandante, o estado do Rio Grande do Sul está sem estrutura para receber um número maior de pessoas e, por isso, não terá como mandar mais militares.

“Para um segundo momento, quando a água baixar, o Corpo de Bombeiros aqui do Estado está preparado para enviar novas equipes se for necessário”, explicou.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Crise, até o próximo domingo (05) há previsão de chuva na região, tendo a possibilidade de causar mais danos ao estado gaúcho.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias