ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Prefeituras culpam Lacen por demora na atualização de resultados da covid-19

Resultados saem em até 48h, mas há municípios que demoram até 4 dias para processar os dados

Por Tainá Jara | 05/06/2020 18:41
Resultados dos exames saem em até 48h no Lacen (Foto: Divulgação/SES)
Resultados dos exames saem em até 48h no Lacen (Foto: Divulgação/SES)

Prefeituras atribuíram a alta demanda do Lacen (Laboratório Central), em Campo Grande, a demora pela atualização dos resultados de teste do novo coronavírus no sistema da SES (Secretaria de Estado de Saúde).

Cinco municípios levaram “puxão de orelha” do secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, em transmissão ao vivo, no final da manhã desta sexta-feira, pela demora na atualização dos resultados dos exames. Ao todo são 1.378, sendo 893 em Dourados, 300 em Campo Grande, 101 em Rio Brilhante, 73 em Três Lagoas e 62 em Corumbá.

A prefeitura de Dourados já adiantou que irá realizar força-tarefa para solucionar o problema. O município de Corumbá, distante 420 quilômetros da Capital, afirmou que trabalha para solucionar o problema.

Os outros três, no entanto, alegam que as 48h de espera pelo na Lacen comprometem a agilidade na inserção de dados.

Em nota, a Sesau (Secretaria de Estado de Saúde) que quanto à quantidade de casos em aberto na Capital, a secretaria “reforça que o Lacen, responsável pelo processamento de exames advindos de todo o estado, está com uma demanda muito alta, fazendo com que esses, que saiam em até 48h, demorem até quatro dias para serem processados, aumentando diariamente a fila de casos em aberto na Capital”.

Sendo assim, a secretaria afirma que não é possível qualquer esforço para dar agilidade no processo de conclusão dos casos.

A Prefeitura de Três Lagoas, distante 339 quilômetros da Capital, também afirmou que os testes coletados são inseridos no sistema e enviados para o Lacen. Enquanto o resultado não é liberado, eles ficam em aberto. Após a liberação do resultado, que às vezes pode levar até 48h, é que o sistema é preenchido e encerrado.


“Importante observar que esses resultados, por vezes, são liberados no início da noite, por volta das 19h, e, por isso, dependendo da quantidade, podem levar um tempo de 24h para serem inseridos no sistema, visto que a quantidade de profissionais que estão à frente das equipes de vigilância epidemiológica do interior também é limitada e atua em diversas frentes no combate à covid-19”, alegam.


A prefeitura de Rio Brilhante nega que tenha 101 casos em abertos. “Temos 93 casos que ainda não temos os resultados Estão no Lacen”. Conforme o município, a partir da realização da coleta, os resultados são recebidos em até dois dias.


Nesta quinta-feira, por exemplo, foram enviadas 30 mostras, enquanto na quarta-feira, 24. “Nós temos um ambulatório na praça central e estamos fazendo teste em massa. Fizemos Todos os 194 funcionários da JBS. Agora estamos nos funcionários da usina”.


A SES, por sua vez, afirmou que os municípios tem que acessar os resultados dos exames realizados pelo Lacen pelo sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL), o qual todas as secretarias de saúde têm acesso. “Cabe aos municípios a conferência dos resultados dos pacientes cujas notificações foram inseridas no sistema”.


Até esta sexta-feira, Mato Grosso do Sul registrou 1.997 casos do novo coronavírus, sendo 21 mortes.