ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Procon dá 10 dias para sindicato explicar reajuste do etanol

Na notificação, Procon quer que Sinpetro justifique aumento do litro do etanol nos postos

Por Silvia Frias | 25/02/2021 09:28
Litro do etanol é vendido a R$ 3,999 em posto de combustíveis em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)
Litro do etanol é vendido a R$ 3,999 em posto de combustíveis em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)

O Procon-MS notificou o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniências de MS) a apresentar, em prazo de 10 dias, a justificativa para o aumento do preço do litro do etanol no Estado. Em postos em Campo Grande, o valor à vista passou para R$ 3,99, alta de R$ 0,70 em menos de uma semana.

No dia 18 deste mês, a Petrobras autorizou o aumento do preço do litro da gasolina e do óleo diesel em suas refinarias, ficando R$ 0,23 e R$ 0,34 mais caros. A estatal argumentou que mantém a política de paridade internacional, o que permitiria a competição no comércio interno.

Mesmo não incluído na tabela, o etanol também foi reajustado no consumidor, que notou a diferença assim que tentou trocar um combustível pelo outro.

No documento, o superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão, questiona o sindicato se tem conhecimento do eventual aumento do valor do combustível nas usinas e distribuidoras nos últimos dias.

Também pede que informe qual o percentual aplicado para os aumentos dos últimos dias e motivo desse reajuste.

A reportagem não conseguiu contato com representante do Sinpetro para falar sobre a notificação.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário