ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 32º

Cidades

Sem remessas, MS espera conseguir vacinas de fundo de reserva do Ministério

MS espera receber 150 mil doses para construir "cinturão sanitário" e vacinar cidades de fronteira

Por Paula Maciulevicius Brasil e Aletheya Alves | 15/06/2021 08:41
Secretário Geraldo Resende durante transmissão on-line. Titular da Saúde do Estado espera ansioso por resposta positiva do Ministério da Saúde. (Foto: Reprodução/Vídeo)
Secretário Geraldo Resende durante transmissão on-line. Titular da Saúde do Estado espera ansioso por resposta positiva do Ministério da Saúde. (Foto: Reprodução/Vídeo)

Sem previsão de chegada de novas remessas de vacina contra a covid-19, Mato Grosso do Sul está apostando que pode conseguir acesso ao fundo de reserva dos imunizantes do Ministério da Saúde.

Argumentando que o Estado passa por uma fase crítica, o secretário de Saúde Geraldo Resende espera sair "vitorioso" neste pedido.

"Estamos aguardando com expectativa de acesso ao fundo de reserva que fica em posse do Ministério da Saúde para resolver a situação crítica, estamos pleiteando, porque Mato Grosso do Sul está em situação crítica. Certeza que vamos ser vitoriosos neste pedido", diz.

Ainda segundo Geraldo a pasta tem estudos epidemiológicos e baseado nestes dados está pedindo 150 mil doses para construir o chamado "cinturão sanitário" nos 13 municípios de fronteira.

Ao mesmo tempo em que espera uma resposta do Ministério, Geraldo se vangloria do Estado estar na dianteira da vacinação. "Ontem batemos 36% dos imunizados no Mato Grosso do Sul", comemora.

A última remessa vinda foi na semana passada, na quinta-feira, do Ministério da Saúde contendo 51.500 doses de Astrazeneca. O Estado esperava seguir com a vacinação ao receber as doses da Janssen, no entanto a distribuição foi adiada em todo País. Campo Grande já vai para o terceiro dia de campanha paralisada.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário