A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

07/05/2018 12:04

"Dia D" de vacinação contra a gripe acontece no próximo sábado

Todas as salas de vacina dos postos de saúde funcionarão das 7h15 e 16h45 e também haverá vacinação no trailer da Praça Ary Coelho

Anahi Zurutuza
Vacinação contra a gripe na Praça Ary Coelho (Foto: Saul Schramm/Arquivo)Vacinação contra a gripe na Praça Ary Coelho (Foto: Saul Schramm/Arquivo)

O “Dia D” de vacinação contra a gripe está marcado para o próximo sábado, dia 12. Todas as salas de vacina dos postos de saúde funcionarão das 7h15 e 16h45 e também haverá vacinação no trailer da Praça Ary Coelho.

Até lá, as salas de imunização das unidades básicas de saúde funcionam segunda a sexta-feira, das 7h15 às 10h45, e das 13h às 16h45. Já nos CRSs (Centros Regionais de Saúde) dos bairros Nova Bahia, Aero Rancho e Tiradentes, na UBS (Unidade Básica de Saúde) da Coophavilla 2, e no posto volante da praça vacinam sem intervalo para o almoço.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) de Campo Grande vacinou 68.625 pessoas contra a gripe nos primeiros nove dias de campanha – 34,69% do público-alvo, que é de 197.820 mil pessoa. A vacinação teve início em 24 de abril e o balanço, divulgado na sexta-feira (4), leva em consideração as pessoas imunizadas até o dia 2.

Devem receber a vacina: indivíduos com 60 anos ou mais de idade; crianças na faixa etária de 6 meses a menores de cinco anos; as gestantes; as puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); os trabalhadores de saúde; os povos indígenas; os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; a população privada de liberdade; os funcionários do sistema prisional e professores (público ou privado) do ensino básico, médio e superior, devem receber as doses.

Regras – Para receber a dose, todos os indivíduos do grupo de risco devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação; e, a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira de conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na SESAI. O controle mais rigoroso para imunizar as pessoas do grupo de risco é para atender as recomendações do Ministério da Saúde, que não irá disponibilizar doses extras.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions