A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/12/2010 11:56

Abalada, testemunha detalha violência e mortes no Anache

Marcio Breda

Brutalidade

Carro de vítima linchada no Anache foi apedrejado. Foto: Simão NogueiraCarro de vítima linchada no Anache foi apedrejado. Foto: Simão Nogueira

Ainda traumatizada por ter presenciado a morte de vizinhos em assassinatos brutais no último domingo no jardim Anache, uma testemunha, considerada pela delegada Maria de Lourdes Cano, da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), como a principal da investigação, detalha os crimes e espera recomeçar a vida longe do bairro.

Segundo a testemunha (que terá o nome preservado), era madrugada de domingo quando ouviu um tiro. “Estava tomando banho e achei que era uma bombinha da molecada. Só depois quando ouvi gritos, saí de casa para ver o que era. Era mais ou menos duas horas”, relata.

Ao sair de casa soube que um tiro havia atingido Lucas Jonathan Pereira Lopes, de 16 anos. “O pessoal correu para avisar o Paulinho (Paulo Roberto Lopes, pai do adolescente). Ele saiu correndo com a mulher e outros vizinhos e encontraram o menino”.

Enquanto Paulo tentava reanimar o filho, Daniel Delmondes, pai do adolescente que atirou contra Lucas, chegou ao local em seu carro. Ele também havia ouvido o disparo. Durante alguns minutos acompanhou as tentativas para tentar reanimar Lucas.

“Depois de um tempo chegou um moleque grandão lá e falou para os outros tacarem fogo no carro do Daniel. Começaram a ameaçar e cercar. O Paulinho dizia que se o filho morresse seria olho por olho, que ou o pai ou o filho morreriam para pagar. Eles chegaram a conversar um tempinho, mas depois começaram a brigar e o pessoal foi defender o Paulinho. Aí a molecada começou a chutar ele (Daniel)”, revela.

Daniel começou a ser agredido por cerca de 15 pessoas com chutes e pedradas. Apesar dos golpes, não desmaiou. “Nessa hora chegou o Samu e todo mundo foi ver eles atenderem o Lucas, a uns 100 metros de distância. Eu fiquei com o Daniel, pedindo para ele ficar bem. Ele estava muito mal, tinha apanhado bastante. Quando disseram que o menino do Paulinho estava morto, voltaram para matar ele”.

Segundo a testemunha, Nilson Roma, de 19 anos, preso ontem pelo crime, teria pego Daniel pelos pés enquanto ele tentava se levantar e o arrastou até a frente da casa de Paulo Roberto. “Eles foram arrastando ele até lá. Aí esse Nilson pegou a maior pedra que tinha lá, levantou e derrubou na cabeça do Daniel. Ele foi o mais violento de todos. Nessa hora o Daniel desmaiou”, detalha.

Após ser golpeado por outros adolescentes e vizinhos de Lucas, Daniel receberia 27 facadas. “O Paulinho foi buscar uma faca na casa dele. Disse que como o filho estava morto mesmo, ele ia acabar de matar o Daniel. Não vi ele esfaqueando. Vi um moleque (um adolescente que foi apreendido pela participação no crime), o líder deles lá do bairro, tirar a faca da mão do Paulinho e dizer: se você não tem atitude, eu tenho. Aí ele deu umas 4 facadas no Daniel, que já estava muito mal, nem se mexeu”, descreve.

Após dar as primeiras facadas em Daniel, o adolescente passou a arma para Nilson, que teria deferido outros 10 golpes. Segundo a testemunha, em seguida outros 2 adolescentes teriam feito o mesmo.

“É uma imagem que não sai da minha cabeça. Ele estava todo desfigurado, estava muito mal, tinha apanhado muito. Pedi para pararem com aquilo, mas o Paulinho estava transtornado com a morte do filho. Já a molecada não. Sabiam o que estavam fazendo. Quero esquecer isso e ter paz”, revela a testemunha.

De acordo com a delegada Maria de Lourdes Cano, o inquérito sobre as mortes será encerrado ainda hoje. Segundo ela, todos os envolvidos estão sendo reconhecidos. Todos os adultos envolvidos já estão presos, entre eles Paulo Roberto, pai de Lucas. Outros sete adolescentes reconhecidos pelas testemunhas serão apreendidos.

Segundo Delegada Maria de Lourdes Cano, dois adolescentes foram apreendidos e dois adultos presos. Foto: Simão NogueiraSegundo Delegada Maria de Lourdes Cano, dois adolescentes foram apreendidos e dois adultos presos. Foto: Simão Nogueira
Rodrigo Nascimento da Silva, advogado de Paulo Roberto Costa, afirma que ainda não sabe detalhes do crime Rodrigo Nascimento da Silva, advogado de Paulo Roberto Costa, afirma que ainda não sabe detalhes do crime


Uma pergunta para todos! O que voceis fariam se vissem seus filhos o algum parente morrer nos seus braços pedindo que le ajude, pois foi somente essa palavra que o Lucas disse para a sua mae, enquanto agonizava nos seus braços,e o seu pai, ESSE QUE TODOS ESTAO CONDENANDO, tentar reanimarlo com respiraçao boca a boca, seu unico filho homem, a qual tanto amava, e que nesse exato momento estava nao porta da sua casa, e nao de festa e cachaça como tantos estao dizendo por ai. Que faria vosotros em essa situaçao? O desespero leva a loucura, nao tem desculpa para a morte de ninguem, mas engraçado que o DANIEL esse que infelizmente esta morto, ja sabia a peça de filho que tinha em casa, e ainda deixou ele sair armado, e a primera coisa que fez ao parar o carro, a sido saber se o que tinha ferido era seu filho, ou outra pessoa, pois ai ja deixa claro, que o pai saiu buscando o filho ou para ajudar a fugir ja que sabia que algo ia mal, pelo tiro que escutou, ou para socorrer o filho sabendo que algo ele tinha feito por estar armado.
Eu sou mae, e espero nunca passar por isso, mas se alguem fizer algo contra meu filho, nao sei qual seria minha reaçao, e ninguem sabe a reaçao de ninguem na hora do desespero. E sobre um comentario que alguem deixou ai postado, NEM O PAULO E NEM SEU FILHO TINHA NADA DEVENDO A POLICIA, ERAM FAMILIAS TRABALHADORAS, EU POSSO DIZER ISSO, POIS CONHEÇO TODA SUA HISTORIA DE VIDA, E ELE SEMPRE A DADO BOM EXEMPLO PARA TODOS SEUS FILHOS. Tanto assim, que todos do bairro conhecem a eles, e nunca tiveram nenhum problema em toda sua vida.
MAS ISSO NA JUSTIFICA A MORTE DE NINGUEM MAS TAMPOCO O JULGAMENTO DE GENTE QUE NAO SABE O QUE REALMENTE PASSOU.
 
alonso em 31/12/2010 12:50:38
É o resultado de famílias desestruturadas,ociosidade,escolas que não educam,banalização da vida e certeza da inpunidade.
 
alexandre agostini em 09/12/2010 12:29:39
Ai esta a prova de que os animais são mais humanos que o homem, pois eles matam para sobreviver e não por vingança....
me diga agora se esse pai é cupado pelo ato do filho.... não.....
pra que tamanha barbariedade, não se faz justiça com as próprias mãos......
que Deus conforte o coraçaõ destas familias e que os responsáveis pagem por tamanha crueldade e que deus abençoe esta testemunha que ainda tentou evitar e que deu socorro a daniel quando lhe foi posivel............
 
Damiane Martins de Lima em 09/12/2010 08:22:09
Pelo exposto na matéria, os envolvidos nesta cena sanguinária tratam a vida humana com os mais sórdidos requintes de crueldade... e - ainda conforme o relatado - os bárbaros julgaram sumariamente e condenaram à morte a vítima, bem como traçaram sem pudor a maneira repugnante de execução. Este relato da matéria choca, abala, causa repugnãncia...
Agora só a Justiça para fazer a sua parte - e que seja dura e na medida da ação do crime.
 
Celi M. Costa em 09/12/2010 08:13:51
Coitado desse pai que perdeu a vida tentando ajudar, ele não tinha culpa nenhuma. Perdeu a vida por pessoas que ainda vivem na idade da pedra. Uma verdadeira barbárie.Não dá para acreditar que a policia não conseguiu chegar a tempo para evitar essa trágedia.Precisamos de mais segurança.
 
Deise xavier em 09/12/2010 07:54:33
Só Deus na vida dessas pessoas! como que um ser humano pode chegar a esse sentimento de vingança tão cruel.Que a mãe desses meninos encontrem a força no amor de nosso Senhor Jesus Cristo,pois não temos palavras nessa hora só ele tem e que o pai que morreu encontre a paz ,pois morreu inocente pelo erro de seu filho.
 
Maria Cristina em 09/12/2010 07:38:40
É realmente lementavel! Mais K D o rapaz que matou o filho do Paulo Roberto, afinal foi o causador de toda tragedia, dele ninguem fala!!! por onde anda? Ja foi encontrado?
 
Elza Maria Alencar nascimento em 09/12/2010 07:25:00
Não adianta fazer justiça com as própias mãos , a justiça de Deus tarda mas não falha.
 
caroline da costa barros em 09/12/2010 07:18:25
a lei de tailão olho por olho dente por dente, a bárbarie, mais este não é o problema, o problema é: 1º a impunibilidade de "adolescentes" nós estamos transformando nossa sociedade numa sociedade de criminosos, 2º a certeza de ser réu primario e sair livre com 1 ou 2 anos de prisão,3º o próprio descaso de nossas autoridades com a lei, somado a imbecialidade, dos defensores dos direitos humanos que somente defendem marginais, pseudos cidadãos que acham-se acima da lei. é o brasil de hoje, imaginem o brasil do amanhã. ainda sou 100% favoravel a pena capital, e aos defensores dos direitos humanos que, rezam que, só seria morto os pobres, negros e etc.... que continuem defendendo os marginais,até se tornarem vitimas.o estado brasileiro tem a obrigação hoje, agora de tomar uma atitude severa e drastica, para que possamos sim, caminharmos livres novamente, a ditadura da criminalidade da impunidade, deve acabar para que o brasil, se torne Brasil, e quem sabe no futuro seja o BRASIL.
 
ROBERTO MARIANO em 09/12/2010 07:03:37
pai saudades eterna ......
e que a justiça seja feita
 
maycon souza dos santos em 09/12/2010 02:22:32
Alguem pode me explicar? O Brasil copia tanto as leis dos Estados Unidos! Porque não copia a lei penal que la funciona, será p q não convem ? será q alguem se beneficia com tantas barbaridades nesse pais? Não acredito! só queria q a lei relmente funcionasse para todos, não só para alguns, ´nessa hora q tenho vergonha de ser Brasileira, a nossa justiça não funciona, e qdo funciona é morosa ou só funciona para alguns. Vivemos em um pais que quem pode mais chora menos.
 
Elza Maria Alencar Nascimento em 09/12/2010 02:20:54
Um doce esse "Paulinho" pai do adolescente morto que entrou em sua casa pra pegar a faca a qual usaram pra desferir 27 facadas depois de baterem bastante e jogarem pedras grandes contra o pai morto. Realmente Maria da Penha esse pai agressor é uma "boa pessoa" imagine se não fosse? Sinceramente só tenho pena do pai que morreu que entrou de gaiato tentando fazer a coisa certa acabou vítima de um bando de escarnecedores insanos.Tomara que seja júri popular não podemos deixar acontecer aqui o que aconteceu no Rio e São Paulo deixar esses marginais fazerem suas milícias dominando territórios e fazendo sua própria justiça. E que este senhor morto não seja marginalizado pela atitude de um filho bandido.Que sua atitude honrada de pai que buscou evitar uma trajédia seja a única que macule sua imagem daqui pra frente.
 
Norberto Faria em 09/12/2010 01:40:03
É incrível como a violência está banalizada nas cabeças das pessoas não há a preocupação com o outro. O pai da primeira vítima ficar revoltado por perder seu filho agindo de maneira passional contra o AUTOR da morte de seu filho poderia se dizer que foi num momento de dor e um acesso de fúria misturado com sede de vingança, não justifica mas até que a correlação entre vítima e autor seria um argumento a ser usado pelo pai do Lucas. Mas o que o pai do Daniel teve de culpa nesta ação?O homem foi morto de maneira covarde e cruel, quando lí essa notícia no domingo, fiquei perplexa é difícil ler essa barbárie e não se sensibilizar por esse pai morto. Não sei se o adolescente morto tinha antecedentes, mas o que o pai dele fez foi pior do que o que fizeram com ele.E o homem foi ao local justamente pra evitar a violência, isso é o que revolta, nada justifica a morte desse pai que foi a grande vítima dessa história macabra.Cadeia pra todos!!!! desde o adolescente que deu o primeiro tiro e que vai ter que conviver com a culpa pela morte de seu pai que teve a melhor intenção dentre todos os envolvidos, até os vingadores que foram verdadeiros bandidos marginais.
 
Jandi da Silva em 09/12/2010 01:24:51
Em que mundo nós estamos vivendo? Acho que está faltando um pouco de Deus na vida de algumas pessoas. Temos que rezar e pedir muita paz. Peço todos os dias a Deus que o futuro dos meus filhos seja bem diferente.
 
Alessandra D Silva em 08/12/2010 12:43:32
Deus não tem nada a ver com isso que aconteceu. Com certeza todos que participaram desse mais um crime já haviam feito algo de errado anteriormente, porém ninguém quis denunciar e testemunhar o que foi feito antes, agora não adianta ficar falando em Deus. Vamos todos participar da vida em sociedade e não ficar escondido somente rezando, ou orando como dizem alguns.
 
Denilson Dante Garcia em 08/12/2010 11:54:39
Falta de Deus e de estrutura familiar. Não existe outra explicação, para crueldade tamanha. Famílias se dilacerando todos os dias, um pai perde o filho , uma família perde um pai, isto é muito triste. Que Deus esteje com esses familiares dando acalento para enfretar a falta do seu ente.
 
Sandra Santos em 08/12/2010 11:40:28
Tudo isso e reflexo de uma sociedade intolerante que politicos juristas acham que esta tudo bem,e reflexo dos valores familiares,de pais que não chamam a responsabilidade e valores de cidadania e moral.O fato da crueldade contra o proximo,violencias nas familias,escolas degenaração da sociedade. que pais e este
 
paulo henrique em 08/12/2010 11:36:07
Gente, estamos na era do dente por dente e olho por olho.Que justiça nós temos?, para aguardar um julgamento? Um cara acabou de matar sua esposa em casa, se apresentou na delegacia foi liberado.O juiz e o delegado do caso Eliza são constatemente chamados por advogados de imbecis incompetentes, Aonde está a justiça? Um Ilustre Magistrado Federal homem de conduta impar esta respondendo processo da OAB,por impedir a farra dos avogados com presos famosos, Aonde está a justiça?O Delegado Protogenes, homem de moral inconstestavel, pegou 4 anos de cadeia pq descobriu um roubo bilionario no brasil ao invés do ladrao ir preso foi o delegado? cade a justiça? Aonde esta a Justiçaaaaaaaaaaa, vou parar por aqui pq a justiça e céga.


 
Carlos Antonio em 08/12/2010 11:21:40
Que todos estes culpados sejam punidos severamente por este crime hediondo, e permaneçam presos, conforme as penalidades da lei. A descrição da execução deste crime (de acordo com a matéria) é de arrepiar e estremecer até os mais insensíveis - quanta barbárie!
Cadeia para todos!!!
É que espera a sociedade de paz e de bem.
 
Maria Clara em 08/12/2010 10:01:02
sertamente essas pessoas nao conhece jesus porque se conhecece nao praticava
tamanha brutalidade e muito triste estou chocada.
 
eliane teles em 08/12/2010 09:16:43
Não falta polícia na rua a nossa polícia é a melhor do BRASIL,esta faltando EDUCAÇÃO,DIGNIDADE,e o RESPEITO pelas pessoas,as familias(PAIS) deveriam educar melhor os seus filhos para termos uma sociedade menos violenta.
 
ZÉ RICARDO em 08/12/2010 09:06:15
Tanta gente clamando por Deus ,e ninguem comenta o quanto a COVARDIA é valorizada nessa cidade.Um vem armado e atira no outro ,depois 15 pessoas ,vejam 15 ,mas se fosse 3,4 ,tambem seria covardia agredir a pessoa que foi tentar evitar o primeiro crime.O grande valente ,o primeiro a dar facada ,diz " se vc não tem atitude eu tenho " e ninguem comenta a covardia desse cara,esfaquear alguem desacordado ,e que nem tinha agredido alguem ,apenas se defendido,é atitude de que tipo de pessoa ? Depois outros pra demonstrar que tb sao valentes e tem atitude ! tb esfaqueam uma pessoa se não morta ,ja quase morta ,passam então por valentes ? So mesmo onde principios basicos e ausencia de educação não existem é que pode acontecer coisa assim.Tambem pessoas se acuarem ou não ter capacidade de pensar justificam não ter chamado o samu que estava 100 metros distante,e mesmo chamar a policia antes que os valentes voltacem pra terminar o segundo crime.Se essas pessoas não agiram por temor dos valentões ,então aquilo que traficantes fazem nos morros do RIO,assumindo o lugar do estado ,a coisa aqui esta bem pior ,la são bandidos declarados,aqui são quem ? E a policia ? demorou ,não quiz intervir ?Afinal tudo isso deve ter levado pelo menos 20 minutos ,se o samu chegou antes do segundo crime ,a policia não deve ter sido chamada ,ou .................... devem explicações à sociedade.
Campo Grande esta sendo a capital da covardia,realmente acontece muitas historias de violencia e a maioria violencia covarde,3,4 batem num sozinho,fulano pegou a arma e atirou pelas costas,ou de surpresa ,enfim são atos de vingança,vingança por motivos banais,nunca devido a briga entre duas pessoas ,Pessoas podem alegar que a vingança foi covarde assim como foi covarde o fato que originou tal vingança.Então ta,vamos todos ser valentes e covardes,e o bonito por aqui é ser valente matador e covarde,sim pq o ato covarde de uns inves de ser repudiado e a vitima da covardia se sentir em melhor situação da que os agressores ,como na maioria dos lugares,não aqui a vitima da covardia so é respeitada se conseguir ser mais covarde ainda !!!!!!!!!!!!! pega uma revolver vai atras do outro e atira ! seja na casa ,no bar,na rua ,o que vale e ser eficiente na covardia,voltar e poder falar que matei ! atirei nele sem que ele nem percebesse o que ocorria,ou chamei apontei e falei ,vai morrer FDP ,e ....... agora essa pessoa pode dizer ,Sou mais covarde que ele !!!!!!!!!!!!!!! É a palavra é COVARDE,quem atira se defendendo é uma coisa,mas sair pra pegar o outro de surpresa ,so na guerra,so em situação de conflito armado,e que saiba ,não estamos em nenhuma dessas situações.Concordo que a justiça deixa a desejar,tem muito assassino solto ,quase que dando exemplo que matar é o certo.
ACORDA CAMPO GRANDE
 
Joao Arnaldo B Figueiredo em 08/12/2010 08:42:33
tá todo mundo errado.
 
FABIANO FRANÇA em 08/12/2010 08:34:42
Polícia?.Que Polícia?
Nesse último dia 6 de Dezembro,minha esposa estava no posto de saúde com criança no colo e reconheceu e foi reconhecida por um vagabundo que havia assaltada ela dias antes.O pior é que o vagabundo aparentava estar armado e ainda fez ameaças.liguei para o 190 passei a informação,eles me pediram para aguardar...
Aguardei...,encontramos um amigo Policial Civil,que passou na frente do posto de Saúde por acaso.Más quando a viatura parou o vagabundo simplesmente sumiu.
Deixo aqui minha revolta contra o serviço da Polícia Militar e 190.Não é a primeira vez que solicitamos o serviço 190 e eles fazem essa palhaçada.Depois acontece alguma tragédia em ambas as partes eles aparecem.Atenção Secretário de Segurança faça uma auditoria no 190 porque o atendimento está pra lá de péssimo.Depois de uma hora retornamos a ligação ao 190 para elogiar o "ótimo atendimento e atenção".
 
Dário Silva em 08/12/2010 08:19:34
o pior ainda vira. deramarao mais sangue
 
mario jose de sa em 08/12/2010 06:50:20
é incrível,o pai perde um filho e ainda fica preso?e o outro adolescente?o que iniciou tudo isso,dele ninguém fala mais,e a mãe dele,que sabia que ele estava armado e não vez nada para reprimir o garoto? a lei e a ordem do nosso pais esta toda errada.Liberdade para o pai de lucas,que deve estar sofrendo de uma forma que ninguém deve imaginar.
 
antonio carlos dias em 08/12/2010 06:18:48
a vida é assim mesmo, como diz as escrituras: nos ultimos tempos o amor de muitos estriará...eu tambem ando sem amor, por mim, olho por olho , dente por dente principalmente na política
 
viviane aidar em 08/12/2010 05:58:56
Ao que parece, para as pessoas que postaram antes de mim isso parece coisa de outro mundo...
Ou são todos muito ricos como aquele povo que aparecem em novelas (principalmente as mexicanas), não sabem que a vida real e cruel acontece nas periferia (sem nenhum interresse em mudar essa realidade por parte do Estado/Sistema ) ou estão estão sendo sarcástico e fazendo desses post´s uma maneira de dizer qualquer coisa a qualquer um.
Se isso não devesse ser exatamente assim, o Estado entraria em ação e mudaria alguma coisa na relidade cotidiana de bairros como: Los Angeles, Dom Antonio Barbosa, Lageado, Tijuca, Estrela Dalva, Anache, Nova Lima e tantos outros.
 
HIgor Rocha em 08/12/2010 05:40:48
Espero que esses mandos de assassinos apodrezam na cadeira, perpétua para todos eles ..
 
Vanderley Francisco de Souza em 08/12/2010 05:40:16
É isso que dá quando não se cumpre a risca a Lei do desarmamento e pior ainda quando prende uma pessoa armada fica só alguns dias na cadeia. Agora ambas as famílias ficaram presas pelo resto da vida em suas conciências do fato acontecido, contudo os menores que praticaram o "linchamento" sabem que a Lei é muito fraquinha e continuarão a fazer o que bem entendem. Abaixo a maioridade para 16 anos já.
 
Douglas Ruiz em 08/12/2010 05:20:37
Esse tipo de barbrie só aconteçe,por falta de segurança pois se em poucos minutos,chegou o samu pra atender a vitima onde estava a policia para salvar um pai.
que só qria impedir a burrada de um filho inconsequente e sem disciplina ...nós pais só podemos pedir que Deus tenha compaixão dessas 2 vitimas inocentes>...
 
Gisele Claus em 08/12/2010 04:54:44
Para que tais situações não aconteçam, se faz necessario que as familias se responsabilizem pelos seus menores, salvaguardando-os e ensinando os valores morais, religiosos e principalmente familiares, pois sãos as familias (os pais) os grandes responsáveis pela educação de seus filhos, a escola é uma ponte entre pais e filhos, que possibilita a essas crianças e jovem a construção de cidadãos de bem e consequentemente os futuros governantes deste pais.
 
Eracilda Gama em 08/12/2010 04:30:06
infelizmente isso não vai parar por ai pois essa violencia tamanha e a crueldade desses bandidos de menor a policia não consegue controlar, cada a familia desses menores para serem punidas pois agora muita gente inocente esta com a vida em risco!
 
paula silva em 08/12/2010 04:07:54
Sou pai e como tal me sensibilizo pelo trágico acontecimento, duas familias e uma comunidade toda em desespero, estamos voltando aos tempos das barbáries e como pano de fundo a falta de limites que estamos impondo aos nossos filhos, tornando-os inconsequentes e donos de seus desatinos! Que Deus nos proteja de tamanha insanidade.
 
Carlos Irineu Gonzales em 08/12/2010 03:43:15
esses moleques,que fizerao toda essa crueldade,com certeza vai pagar muito caro la na frente.Deus e justo.ele tarda mas nao falha,que Deus de conforto ao coraçao dessa familia.
 
Aurineide de oliveira chaves em 08/12/2010 03:31:54
Que trágédia! estou chocada com tamanha violência causada por um mau caráter inconsequente, causando um estrago enorme, estou penalizada com a situação dos dois pais, um morreu, o outro perdeu o filho que era boa pessoa e ainda está sendo colocado na situação de réu, sendo que ele é uma vítima., e com certeza não participou deste crime, pois estava mais preocupado em socorrer o filho agonizando.
 
maria da penha de araújo. em 08/12/2010 03:26:30
Á impunidade e a lentidão da justiça, impulsiona este tipo de atitude.
 
Fabio Silva em 08/12/2010 03:10:23
Aonde andava a policia que nao evitou uma maior tragédia. Ela nao foi avisada?
 
suelei silva em 08/12/2010 03:05:22
Deus guie as pessoas e de paz e amor no coraçao...e tb a policia deveria fazer varias rondas, durante varias vezes a noite e tb de dia, pois é um bairro muito volento onde precisa atuaçao da policia,,, até parece q estamos no Rio...nao é a primeira tragedia que leio no bairro em questao..falta policiamento.. se tivesse policia nao teria uma segunda vitima...
 
sonia helena em 08/12/2010 03:02:44
Que Deus abençoe e guarde esta trestemunha...pois esta claro que são pessoas sem Deus,e onde Deus não esta so acontece barbaridades tragedias...como esta...uma grande pena....
 
SANDRA REGINA em 08/12/2010 02:25:50
Que belo Natal terão essas familias!!!
Parabens a todos que assassinaram este pai inocente, que pagou pelos erros do seu filho, foi isso mesmo que Jesus nos ensinou!
 
Karla Nunes em 08/12/2010 02:22:10
Barbárie! Estou sem palavras, o depoimento detalhado desta mulher é muito chocante, nos mostra como os seres humanos podem se tornar monstros se estiverem em bando. Deus conforte o coração dos familiares.
 
Sheila Moreira em 08/12/2010 02:04:00
Fiquei comovida com tanta violencia.....só pedindo a graça de Deus para nossas vidas mesmo....que Deus possa abençoar essas familias....
 
Erica Souza em 08/12/2010 01:37:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions