A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

13/09/2013 09:12

Acusadas de participar da morte de estudante estão em cidades do interior

Graziela Rezende
Escola onde ocorreu a tragédia que expõe violência na cidade (Foto: Marcos Ermínio)Escola onde ocorreu a tragédia que expõe violência na cidade (Foto: Marcos Ermínio)

As acusadas de participar do assassinato da estudante Luana Vieira Gregório, 15 anos, já saíram de Campo Grande. A Polícia descobriu que elas estão em cidades das regiões sul e oeste do Estado. A jovem de 18 anos, que deu o canivete para a jovem matar a amiga, estaria em um município da região Sul e a colega, na região de fronteira.

O avanço nas investigações da Polícia, com relação à morte de uma estudante de 15 anos, logo após uma briga na saída da escola, avançou não só no sentido de incluir a participação de uma jovem de 18 anos no crime, mas também no paradeiro das envolvidas, que já saíram de Campo Grande.

Segundo investigadores da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente), Dafni Alves de Lima, 18 anos, está em um município na região Sul do Estado. Já a amiga, identificada como uma adolescente de 16 anos, está em uma cidade que faz divisa com o Estado de São Paulo.

Com as informações, os policiais fazem diligências desde a noite de ontem (12). “A intenção é prendê-las o mais rápido possível. Elas são primordiais para o esclarecimento do caso, principalmente para saber como se falaram, já que Dafni foi até a saída da escola”, comenta um dos investigadores.

Novos vídeos - Imagens, além dos quatro vídeos gravados por testemunhas, apontam que Dafni chega a escola munida de um canivete. Em dado momento, ela deixa o objeto cair no chão e quem pega é um garoto, sobrinho do namorado da rival de Luana.

Dafni “entra” na briga e a outra agressora se distancia por alguns segundos e pega a arma, abrindo e direcionando a Luana. Ela, conforme os investigadores, volta para a agressão, dando a facada momentos depois.

Entenda o caso - A briga ocorreu na manhã de quarta-feira (11), na saída da Escola Estadual José Ferreira Barbosa, na Vila Bordon, em Campo Grande. Luana foi levada para a Santa Casa, depois de levar uma facada no abdômen e morreu após duas paradas cardíacas.

A vítima teria sido morta porque borrifou um perfume dentro da sala de aula. A agressora teria se irritado, porque é alérgica, e decidiu se vingar no final do expediente escolar.

Adolescente que matou estudante sofre retaliação e tem casa apedrejada
A garota de 16 anos, suspeita de matar à facada, uma aluna de 15 anos, ontem, em frente à Escola Estadual José Ferreira Barbosa, na Vila Bordon, em C...
Filha de estudante morta ontem na saída de colégio completa 1 ano hoje
Lara Faria, filha da estudante Luana Vieira Gregório morta a facadas na escola ontem (11), faz um ano nesta quinta-feira (12). O que era para ser uma...


Muita experiência em briga, marginal o pai e a mãe não tem educação falar e atirar a primeira pedra a culpa de todos e só olhar pais sem estudo cultura mas tudo bem se não e no seu ta tudo bem ninguem lembra amai uns aos outros isso ja foi esquecido
 
wendel brasil em 17/09/2013 13:18:06
Pelo visto, todos leitores não engoliram o que a mídia tenta passar da falecida. Ela era a mais violenta das duas, a outra só defendeu sua vida ao receber a faca.
Parece que a tal Luana, era pior que moleque de gangue. Como disse um leitor, se estivesse saído da escola, pego o caminho de casa, nada teria acontecido. Imagine, que tipo de mãe seria??? só péssimos exemplo dava na escola, rua, etc.
Gostei muito do comentário do colega Frank Willian, cara você disse tudo.
Só uma pergunta, como você reagiria caso encontrasse uma Pit Bull dessa, que avançasse lhe chutando, jogando no chão, cobrindo de porrada até à cabeça? responda sem hipocrisia.
 
Juan Charlymoon em 15/09/2013 01:25:24
NADA JUSTIFICA O FATO,PORÉM LUANA APRESENTA TER AGREDIDO A OUTRA MENOR PRIMEIRO,QUE DEUS CONFORTE A FAMÍLIA E DE FORÇAS ,PARA QUEM FICAR COM PEQUENA LARA DE APENAS UM ANINHO DE IDADE. INFELIZMENTE CHEGAMOS A ESTE , HORRÍVEL TRAGÉDIA ....
 
ELIANE FERNANDA em 13/09/2013 20:36:57
procurou e achou o que queria! não era flor que se cheira.................
 
valdineis reis em 13/09/2013 20:01:03
Não interessa quem é quem na história, o que houve foi um crime e os responsáveis devem ser punidos. Agora vem pessoas querendo comentar sem saber. Pense que essa menina que faleceu deixou uma filha, ninguém sabe o que a família está passando, então parem de ser hipócritas e peçam justiça para esse caso independentemente do passado de cada um dos envolvidos.
 
fernando palácio em 13/09/2013 17:50:06
Coitado do Bernal caso fosse em uma escola municipal .
 
Ito Malta em 13/09/2013 15:12:13
Se ambas famílias tivessem educado corretamente as jovens não haveria ocorrido este fato triste.
 
RENATA GINGUELESKI DE FREITAS em 13/09/2013 14:51:55
O QUE ESTÁ FALTANDO PARA ESSES JOVENS É DISCIPLINA SENHORES E OS PAIS ESTÃO ESQUECENDO DISSO DISCIPLINA E RESPONSABILIDADE A SEU FILHOS PORUQE ELE PASSAM A RESPONSABILIDADE A ESCOLA OU SEJA NÃO VÃO A ESCOLA PRÁ SABER DE SEUS FILHOS SIMPLESMENTE ACHAM QUE OS FILHOS ESTÃO ESTUDANDO E VÃO PRÁ FARRA SE DROGAM SE PROSTITUEM SEI PORQUE VI UMA GAROTA ELA ELA VAI UNIFORMIZADA QUANDO SAI JÁ LEVA ROUPAS DEGOTADAS E NEM SEMPRE VÃO A AULAS E SIM ENCONTRO COM OUTROS JOVEM SE PROSTITUEM COM DROGAS E FINAL DA MANHÃ OU TARDE RETORNAM COMO SE TIVESSEM IDO A AULAS E QUANDO ESTÃO EM CASA PAI E MÃE
NÃO DÁ TAREFAS DOMÉSTICAS AOS FILHOS DEIXAM A MERCÊ DA DROGAS AMIZADE DE MALADROS DE DROGADOS E POR AI VAI E RESULTADO É ISSO FILHOS REBELDES NÃO RESITAM NINGUÉM FINAL É ESSE MESMO
 
BRAZ ROCHA em 13/09/2013 14:42:48
A FALECIDA PARECE QUE PEGO AULA COM O JON JONES DO UFC OU ELA E ALUNA DO ANDERSON SILVA PELO JEITO ELA LUTAVA BEM , MAS E MELHOR UM COVARDE VIVO DO QUE VER UMA MAE CHORANDO....
 
JOSE PEDRO em 13/09/2013 14:29:38
Como educadora, acredito que está faltando limites para grande maioria desses jovens.Não é possível mais conviver com tanta violência.De um lado se encontra a família, muitas delas fragmentadas por situações difíceis do cotidiano que não deram conta de resolver; do outro lado a escola, preocupada tão somente em dar conta de repassar os conteúdos, e, na verdade é preciso atacar o mal pela raiz, ou seja, pela educação.Não essa que tende a fazer homens instruídos, mas a que tende a fazer homem de bem
 
mercedes rodrigues de brito em 13/09/2013 14:25:10
Cansei de ver essa menina que morreu,brigando no terminal,já apanhou e bateu varias vezes.
Triste porque é uma jovem que podia ter um futuro diferente,infelizmente escolheu o caminho errado.
 
Solange Couto em 13/09/2013 14:17:21
Quem procura acha !!!!!.........se fosse moça direita ...nao tava brigando na frente da escola como mostra o video ...entao fazer o que ........procurou achou !!!!!!
 
ROGERIO CARVALHO em 13/09/2013 13:55:36
1- Falta de DEUS
2- Excesso de funk
3- Excesso de facebook
4- Excesso de sites de piada.
5- Excesso de youtube
6- Ausência dos pais
----------------------------------------------
Igual a Tragédia.
 
Frank William em 13/09/2013 13:53:34
Como os tempos mudaram..... me dá uma tristeza ao ver essa notícia, já que por longos anos da minha vida vida estudei nesse colégio, e muita coisa boa aprendi nele...
São poucos os jovens de hoje que sabem verdadeiramente o sentido real e respeito...
Que seja feita a justiça... e se caso não for feita, pode ter certeza que a jovem que morreu perdeu uma vida inteira pela frente por não saber respeitar os limites, a a outra sempre vai ser a assassina, independente de quem começou ou não essa briga....
 
SUELLEN PERALTA em 13/09/2013 13:50:08
AGORA ESPERO QUE ESTE SOFRIMENTO SIRVA PARA QUE A MÃE DESTA JOVEM VEJA AONDE ELA ERROU POIS TEM MAIS UMA PESSOA PARA ELA EDUCAR E ZELAR QUE DEUS TE AJUDE POIS SÓ ELE PODE ALIVIAR A DOR DA PERDA DE UM FILHO
 
silvana fialho em 13/09/2013 13:43:03
ditado antigo ''''' quem procura acha ''''' todos meios de comunicação de campo grande, estão passando uma imagens como ''''' a agressora luana foi santa, perdeu a vida de forma tragica '''''' se tivesse pegado sua mochila e ido cuidar de sua filha nada disso teria acontecido. ''''' nenhumas das familia estavam chorando hoje '''''.
 
andre luiz dantas em 13/09/2013 13:42:52
Quando se fala em Deus na Juventude vira motivo de chacota,o Brasil caminha para perder seus jovens de forma prematura para as drogas,bebidas,vicios etc...A melhor coisa que se tem é minimizar essas coisas,a humanidade cmainha cada vez mais em ser individualista,sózinha e solitária,ter poucos amigos(as) hoje é essencial,ser mais caseiro,ter uma religião,trabalhar a estrutura familiar deve ser o caminho,todos se sentem acima do bem e do mal nas ações e não imaginam as consequências,uma pena a juventude no Brasil estar traçando um caminho sem volta,triste ver essas coisas,tudo fruto da modernidade implantada,onde tudo se acha permitido,bonito,legal,massa,hilário e não se valoriza a familia,Deus e os valores de respeito ao próximo.Causa preocupação em ver essas cenas tristes .Oremos por elas.
 
Israel Lima em 13/09/2013 13:39:21
Em colégios de periferia que têm históricos de brigas entre jovens como o da Vila Bordon tem de ter o apoio da segurança municipal ou estadual como a guarda municipal!Cadê as ações práticas dos políticos que a sociedade organizada e consciente elegeu?Seriam políticos fantasmas?Passivos diante da insegurança nas escolas de periferia?Confio no poder da mídia atual comprometida,atuante e consciente em fazer a diferença e contribuir imparcialmente para o bem comum das pessoas sérias e organizadas!
 
Gabriel Arcanjo em 13/09/2013 13:20:34
Olha muito triste esse caso, segundo uma funcionária que trabalha em minha casa essa menina que faleceu, há umas 3 semanas ameaçou a filha dela e "tomou" o celular da mesma, a mãe teve que ir buscar e tals...então infelizmente o que me parece é um caso de violência generalizada de todos os lados, muito triste!
 
Clarice Almeida em 13/09/2013 13:14:40
Infelizmente houve tudo que não devia, mas gente a menina que morreu se não fosse a arma teria matado a outra, vejam o vídeo, não tem nenhuma santa ali não e a "assassina" estava era se defendendo, se adultas, em julgamento com certeza seria absolvida.....uma pena que nossos jovens estejam crescendo tão sem rumo, imagine 15 anos e uma filha de 1 ano, absurdo, tem gente falhando aí
 
Rosangela Mello em 13/09/2013 13:06:49
O mais triste é que filmaram, assistiram e não chamarão nem o socorro, nem um adulto.
Essa demora pode ter resultado na morte.
 
Mirella Forti Cossignani em 13/09/2013 12:44:08
FALTA EDUCAÇÃO EM CASA, PAIS PREPARADOS PRA TER FILHOS E EDUCA-LOS. HOJE OS FILHOS ESTÃO SOLTOS FAZENDO O QUE QUER. SÓ SOBRA LÁGRIMAS, DOR E INJUSTIÇA. QUER UM CONSELHO????
- VOLTE AO SISTEMA EDUCACIONAL ANTIGO, FILHOS DISCIPLINADOS COM VARA, EU DISSE VARA, NÃO PEDRADA, CHUTE, PAIS BEBADOS E DROGADOS NÃO TEM AUTORIDADES PRA DISCIPLINAR UMA CRIANÇA. ESSES EDUCADORAS MESTRES QUE AÍ ESTÃO ESTÃO CONDUZINDO AS CRIANÇAS A ISSO. AGORA "GUENTA CORAÇÃO"
 
JARY GUASINA em 13/09/2013 12:42:41
Pois é, se duvidar e ao que tudo aparenta a situação pode ser de legítima defesa, pois ninguém fez nada para separar a briga, pelo contrário incentivavam e muito, depois a garota agredida primeiro, resolve se defender com um canivete, e você leitor, não se defenderia de chutes na cabeça quando ninguém fazia nada? Isso prova que o assistencialismo do governo em dar tudo pra esses jovens e do conselho tutelar que os defende mesmo estando errados, estão falhando. Hoje filho agride verbalmente um pai e o conselho diz que ele está carente, se ele é mal educado, "coitado é hiperativo"! Antigamente tudo era mais difícil, e por isso dávamos valor num simples pedaço de lápis, pois estudar já era complicado. Hoje esses kits distribuídos são desprezados pelos "riquinhos" das escolas publicas.
 
Lúcia Carvalho em 13/09/2013 12:35:09
Eu tenho pena das duas mãe, pois elas é que estão sofrendo jamais uma mãe vai aceitar que sua filha tire a vida de um ser humano.
 
sebastiana de castro em 13/09/2013 12:23:57
Olha pessoal ...
Eu acredito que é preciso fazermos uma boa reforma
no sistema educacional ... É preciso ainda que os pais
dêem mais tempo aos filhos...
Veja só ... uma menina que engravida aos 13 anos,
que dá à luz com 14, e morre aos 15 por violencia,
é o prototipo de muitos estudantes da nossas redes de ensino....

A realidade é bem desse jeito ... ainda bem que temos esses videos pra ilustar

Percebam o bando de moleques instigando as duas a brigarem, e depois em volta
vendo a moça agonizar...
também eles deveriam ser indiciados por omissão de socorro: quer a quem estava apanhando, quer em quem estava batendo...
Será que só havia um professor para apartar? Onde estavam os demais professores?
 
vanderley chiquito em 13/09/2013 12:15:26
Se tivesse acontecido em frente a uma escola municipal, já teríamos mais uma comédia pastelão junto a câmara municipal
 
Jose Casbrillo Gimenez em 13/09/2013 12:00:53
Não vamos defender a falecida, vimos que ela agrediu a outra de forma "violenta", com certeza tinha muita experiência em briga. Qualquer pessoa que presenciasse uma cena daquela com um familiar, ia partir pra cima msm, não justifica ter matado a agressora, mas pela atitude dela, não pensou no seu semelhante, nem na filha que ela deixou, quis apenas mostrar para os colegas do que é capaz, e deu este final trágico. Não a defendo, pois assisti aquele video triste várias vezes, e pelo que vi, ela ia acabar matando a outra.
 
Mirtes Lourenço Camilo em 13/09/2013 11:59:06
Após esse episódio lamentável, fica claro que a família é responsável pela educação dessas crianças. Achei deselegante por parte da imprensa estar atribuindo a culpa da briga e ao final trágico à escola e a SED, afinal quem educa a criança é a família, a escola tem outro papel. A Secretaria de Educação tem outras funções, os professores também. Ja basta o professor e a escola assumir mais essa responsabilidade juiz de luta livre. somos pais, pisco logos, psiquiatras, babas, recreador, palhaços e querem nos atribuir mais essa função...ainda juiz de luta livre...é pra acabar...quem põe filho no mundo, precisa saber no minimo educar esse ser, pra não chorar depois.
 
Déborah Barros em 13/09/2013 11:35:59
LONGE DE MIM DEFENDER UM CRIME DESSE PORTE, MESMO Q A AUTORA SEJA UMA OUTRA CRIANÇA E APENAS SE DEFENDEU DE FORMA TOTALMENTE ERRADA .... MAS CA PRA NÓS, QUEM PROCURA ACHA E INFELIZMENTE A VÍTIMA PROCUROU !!!DEVERIA TE PENSADO NA SUA FILHA Q ESTAVA A SUA ESPERA!!!!!!!!!!!!!!! O VÍDEO DEIXA BEM CLARO O ACONTECIDO...
 
cristina gomes em 13/09/2013 11:15:29
A menina que morreu, no início da briga chutava a cabeça da assassina enquanto ela estava no chão sentada.
Nada justifica nem a agressão inicial, nem o homicídio resultante da briga.
Ninguém é santo nessa história, uma delas levou a pior, e foi assassinada, podia ser uma ou outra, uma de 15, uma de 16 outra de 18 (que beleza de juventude sem freio e reprimenda).
E tá todo mundo na escola tendo oportunidade.
Ou não estão?
Não parece ter sido a menina de 18 anos que passou o canivete pra menor homicida.
A de 18 participou da briga defendendo a menor que efetuou as perfurações.
Passou da hora de ter uma reprimenda condizente de menores.
 
Adriano Magalhães em 13/09/2013 11:06:10
Concordo plenamente com você Marcos Antonio. Os noticiários da tv e as matérias na internet, apontam como se a menina tivesse sido agredida simplesmente pelo uso do perfume e não foi. Todos que assistiram os vídeos puderam ver que a agressora estava sendo espancada. NADA justifica tirar a vida do próximo, mas neste caso, todas as partes foram culpadas. É triste ver o futuro dos jovens de hj, que andam tomando esse tipo de atitude para parecer "os melhores", e no final acabam findando com a própria vida e a vida dos familiares.
 
Elaine Sofia em 13/09/2013 11:01:51
Pessoal, os vídeos mostram que a história parece ser bem diferente do que essa reportagem conta. Existia uma rixa entre as duas e essa história de borrifar perfume parece apenas mais um capítulo. E outra coisa: a menina que infelizmente morreu era bem maior fisicamente que a rival e a espancou, isso está muito claro. Óbvio que não se justifica tirar a vida de alguém, mas está claro que a menina reagiu de forma violenta por ter sido espancada. Isso não pode ser ignorado. Não há inocentes nessa história.
 
Marcos Antonio em 13/09/2013 10:18:06
Pode saber que TODAS são gente boa! Não é porque morreu que virou santa tinha 15 anos e uma filha de um ano....Caça briga na escola! No vídeo aparece batendo só depois é atingida. as outras fogem da cidade... que nível hein...se os pais tivessem dado educação, ensinado respeito a estas meninas muita coisa teria sido evitado.
 
ingecles oliveira em 13/09/2013 10:15:19
Eu não preciso...

Eu não preciso pisar
Em qualquer animal ou pessoa
Nem ferir no meu andar
Quem comigo se destoa.
Eu não preciso agredir
Meu próximo os meus vizinhos
Só por que me fizeram sentir
O pior dos vermezinhos.
Eu não preciso atacar
Quem comigo se importa
Nem preciso retaliar
Quem corrige minha passada torta.
Eu não preciso descontar
O mau humor de meus pais
No meu colega escolar,
Nem culpá-lo jamais
Do que recebo em meu lar.
Eu não preciso reter
Mágoa no meu olhar
Nem fazer força e conter
A lágrima que quer rolar.
Eu não preciso descrer
Em mudanças na minha vida,
Nem duvidar do poder
Do perdão que cura aferida.
Eu só preciso descansar
Nos braços amorosos de Deus.
 
Osvaldo Benites Alves em 13/09/2013 10:06:07
quando vi o vídeo de todos aqueles adolescentes tive a triste visão que 40% daqueles que estavam ali não chegaria aos 30 anos, devido ao rumo que a violência toma em nossa sociedade.. então, é bom os familiares já irem tomando providencias para que seus filhos não sejam os próximos seja pela droga, por bandidos, ou pela policia. quando digo aqueles do vídeo falo de forma geral, todos os adolescentes dessa época..
 
marcelo neves de bastos em 13/09/2013 10:02:35
Já passou da hora das leis que protegem adolescentes seja revista, eles merecem proteção mas também devem pagar por seus atos. A redução da maioridade penal já deveria estar valendo a tempos!
 
Giovana Moraes em 13/09/2013 09:34:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions