A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

17/04/2011 14:54

Acusado de espancar ex-mulher em Itaporã deve se apresentar amanhã

Vivianne Nunes

Adriano Gomes da Costa, acusado pelo espancamento da ex-esposa, uma jovem de 18 anos, no município de Itaporã (MS) deve se apresentar amanhã na delegacia de Polícia Civil local. As informações são da delegacia de Polícia Civil da cidade. O advogado dele já teria feito contato com a polícia informando sobre a apresentação.

A vítima esta em coma no Hospital da Vida, em Dourados, pois recebeu golpes na cabeça. Policiais militares chegaram até ela após uma denúncia anônima que indicava o local onde ela foi abandonada, em um matagal.

Informações extraoficiais revelam que ele mesmo teria entrado em contato com a PM para indicar o local onde a jovem estava.

A vítima estava caída e bastante ensangüentada. Ao lado dela havia um bloco de concreto de aproximadamente 20 centímetros com marcas de sangue e cabelo.

Adriano já teria ameaçado a jovem em outras ocasiões e boletins de ocorrência foi registrados contra ele pela vítima. Ele não aceitava o fim do relacionamento e chegou a afirmar que iria embora da cidade, fazendo com que ela não desse continuidade ao processo contra ele.

O suspeito já tem passagem pela polícia. Ele é acusado de ter assassinado um possível desafeto.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...


O dº Rosa deve ter entendido mal. pois o maníaco apedrejador é primário é nos estudos, pois estudou atré a segunda séria do primario.
 
maria ferreira da silva em 17/04/2011 06:59:48
O Judiciário de Mato Grosso do Sul, através do Juiz Adriano da Rosa Bastos, mais uma vez inova. O sujeito tem passagens pela polícia por: homicídio doloso, lesão corporal dolosa e violência doméstica. No entanto, para o magistrado, isso é sinal de "bons antecedentes". Estou chegando a conclusão de que daqui há pouco, para certos juízes, maus antecedentes será NÃO ter passagens pela polícia ou NÃO ter cometido crimes e/ou homicídios.
 
Adriano Roberto dos Santos em 17/04/2011 04:10:44
O indivíduo é "portador de bons antecedentes"???!!! Com todo esse histórico de "passagens"?! "Parabéns" à Justiça por ter negado o pedido de prisão preventiva!
 
Luciana Brum Leite Teles em 17/04/2011 03:03:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions