A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

28/09/2009 13:56

Acusados pelo desaparecimento de Marcela são absolvidos

Redação

A Justiça absolveu os quatro jovens que eram acusados de envolvimento no desaparecimento de Marcela Conceição de Souza. Ela sumiu em setembro de 2004, em Campo Grande, quando tinha 16 anos.

A sentença é de 4 de agosto, do juiz Carlos Alberto Garcete, quando ele ainda era responsável pela Vara da Infância, Juventude e do Idoso, e foi publicada na edição do último dia 9, do Diário Oficial da Justiça.

Com a sentença, ficam absolvidos da acusação de estupro Fagner de Andrade Brito, 25 anos; Osvando Batista Lemes, 23 anos; Rafael Acosta, 23 anos, e Marcos Trindade Rodrigues, 27 anos.

Outro rapaz que era acusado de estuprar Marcela - Daniel Barbosa Pereira, foi assassinado em 14 de agosto do ano passado, com cinco tiros, também no Nova Lima, mesmo bairro onde a garota morava.

De acordo com o advogado de um dos rapazes, Ney Serrou dos Santos, os jovens foram absolvidos por falta de provas. O corpo da menina nunca foi encontrado

Caso Marcela - A jovem foi vista pela última vez na madrugada do dia 26 em setembro de 2004, no bairro Nova Lima.

Seis jovens chegaram a ser presos e confessaram que mataram Marcela. Um deles, então com 16 anos, foi o primeiro a ser absolvido.

Depois de admitir o crime, o grupo mudou a versão e disse que só confessou sob tortura e ameaça policial. Os jovens garantem que foram submetidos a choques, afogamento e deixados sem comida.

Eles alegam que o local apontado como o do crime foi sugerido pela própria Polícia e que nenhum deles esteve no córrego Botas, onde a jovem teria sido vista pela última vez.

Ainda em 2004, o juiz na época, Júlio Siqueira Cardoso, impronunciou os rapazes, alegando que não havia materialidade - o corpo.

No ano seguinte, o caso passou a ser tratado como estupro e em agosto deste ano todos foram absolvidos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions