A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

24/09/2008 10:59

Amigos e parentes de travesti acompanham júri; réu falta

Redação

Familiares e amigos de Aldevino Alves Zimermann, a travesti Andréia, morta ano passado, acompanham no Tribunal do Júri de Campo Grande o julgamento de Marcelo Ricardo de Lima Rocha, que não compareceu.

O júri, presidido pelo juiz Aluisio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, teve início por volta de 8 horas e deve terminar no fim da tarde. A nova lei relacionada aos julgamentos, em vigor desde agosto, permite que seja realizado o júri popular sem a presença do réu. Anteriormente o júri era cancelado.

A mãe da cabeleireira Andréia, que preferiu não se identificar e não dar entrevista, acompanha atenciosa todos os detalhes do julgamento, que já teve as primeiras sustentações do MPE (Ministério Público Estadual), que é responsável pela acusação, e da defesa.

Amiga e cliente de Andréia durante 10 anos, a universitária Walkíria Veiga, 30 anos, ficou emocionada quando o MPE contou ao júri popular como a travesti foi morta.

Carro roubado no RJ é recuperado em estrada rumo ao Paraguai
Um automóvel recentemente roubado no Rio de Janeiro foi recuperado por policiais militares em uma estrada vicinal de Japorã –a 487 km de Campo Grande...
Recesso de fim de ano começa nesta semana no Judiciário e Legislativo
Na reta final de 2017, para alguns servidores a "folguinha" das festas começa mais cedo. Em orgãos Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul, tem re...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions