A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

04/11/2009 19:36

André acompanha "de perto" investigação sobre índios

Redação

O governo estadual divulgou há pouco nota que informa que o governador André Puccinelli (PMDB) acompanha "de perto e preocupado" as investigações sobre o desaparecimento dos professores índios Genivaldo Vera e Rolindo Vera.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, tem informado o governador sobre o andamento das investigações.

Segundo a nota, André Puccinelli disse ao chefe da Segurança estadual para não medir esforços para atender eventuais pedidos da PF (Polícia Federal) e caso a PF faça alguma solicitação, a polícia estadual estará à disposição com recursos materiais e humanos.

O governador declarou ainda que espera que as investigações sejam concluídas o mais rápido possível.

Genivaldo e Rolindo estão desaparecidos desde sábado (31 de outubro). Eles foram vistos pela última vez em durante a desocupação de uma fazenda de Paranhos, município distante 472 quilômetros de Campo Grande.

Nesta quarta-feira, o integrante da Comissão dos Professores Índios Guarani-Kaiuá, Otoniel Ricardo, afirmou que os corpos dos dois tinham sido localizados no matagal perto da área onde houve o confronto que antecedeu o sumiço. A PF garante que nenhum corpo foi encontrado.

A Funai também disse não ter passado de boato a informação.

O chefe do posto da Funai na região, Luiz Américo, disse que um grupo chegou a apontar a provável localização dos corpos, mas não encontraram nem sequer indícios sobre o paradeiro dos dois índios.

"Um agente de saúde ligou hoje cedo dizendo que um outro índio tinha visto os corpos perto do assentamento São Cristóvão, mas depois disseram que era em outro local, no assentamento Vicente de Paula, que fica bem perto da fronteira com o Paraguai, mas temrinamos o dia sem achar nenhuma pista", detalhou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions