A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/12/2009 12:27

André homologa amanhã situação de emergência em Coxim

Redação

O governador André Puccinelli (PMDB) assina amanhã o decreto homologando a situação de emergência em Coxim.

A Cedec-MS (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil) prepara a documentação para subsidiar a homologação. A prefeita de Coxim, Dinalva Mourão (PMDB), republicou hoje decreto municipal que declara a situação emergencial em parte da área urbana e rural afetada por enxurradas ou inundações bruscas.

Com o aval do governo do Estado, o processo será enviado à Secretaria Nacional de Defesa Civil para reconhecimento e obtenção de recursos.

Por determinação do governador, a Cedec enviou técnicos a Coxim na semana passada para auxiliar a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil e a Prefeitura no levantamento de informações e preenchimento dos formulários necessários ao processo de decretação de emergência.

Autoridades esperam que até sexta-feira, o documento esteja em Brasília.

Além dos documentos que registram a ocorrência e o alcance dos danos, a Defesa Civil Estadual também orientou a coordenadoria de Coxim a elaborar a Declaração Municipal de Atuação Emergencial, onde são detalhadas todas as providências adotadas desde o desastre; pessoal, logística, material e recursos empregados.

Danos - A avaliação feita em conjunto em Coxim revela que 5.014 pessoas foram afetadas pelas enxurradas ou inundações bruscas. Muitas tiveram as casas alagadas, ficaram sem acesso ou transporte.

Dezoito residências populares tiveram danos, não apenas alagamento, mas impactos estruturais. Um prédio público e uma residência comunitária também foram danificados. Na área de infraestrutura, houve ainda danos a seis pontes e a 84,5 km de estradas.

As chuvas fortes aconteceram entre o domingo e a segunda-feira da semana passada. O levantamento técnico mostra que somente no dia 7, a precipitação hídrica atingiu 107,80 milímetros, provocando aumento do nível das águas do Rio Taquari.

Em conseqüência, houve inundação e danos a residências, vias urbanas, estradas vicinais; destruição de pontes. Um fator agravante é o alto índice de chuvas registrado no município neste mês de dezembro, que até a elaboração do relatório já havia atingido 252 milímetros, ficando acima da média histórica para o período, que é de 244,60 milímetros.

Com informações da Assessoria

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions