A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

11/06/2009 18:37

Anvisa suspende campanhas culturais de anador e aspirina

Redação

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) suspendeu nessa semana em todo o país a veiculação de duas campanhas publicitárias que realizavam concursos culturais para promover os medicamentos Anador e Aspirina, isentos de prescrição médica e usados no tratamento da dor. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União de terça-feira.

De acordo com Maria José Delgado Fagundes, gerente de monitoramento e fiscalização de propagandas da Anvisa, as duas campanhas apresentam irregularidades e cometem infrações sanitárias, pois estimulam ou induzem o uso indiscriminado dos remédios.

O concurso da Aspirina, por exemplo, tem como tema "Um mundo com menos dor". O participante deveria criar uma frase que responda à pergunta "O que você faria para ter um mundo com menos dor?" e ainda precisaria indicar o nome de mais três amigos - que também seriam premiados, caso a frase fosse escolhida.

O concurso estava com inscrições abertas até o dia 19 deste mês e os vencedores receberiam prêmios em títulos de capitalização (entre R$ 10 mil e R$ 25 mil) - os amigos ganhariam videogames, celulares e tocadores de MP3. O site com a campanha foi tirado do ar na terça-feira.

Já o concurso do Anador pedia que o participante criasse uma frase sobre o tema "Como levar a vida sem dor de cabeça". As cinco melhores dicas ganhariam um ano de supermercado (com valores pré-pagos entre R$ 300 e R$ 500 mensais). As inscrições foram encerradas no dia 29 de maio.

Na visão da Anvisa, campanhas como essas induzem as pessoas a consumirem de maneira indiscriminada esses medicamentos. Uma propaganda que dá prêmio de R$ 25 mil e ainda premia mais três pessoas quer atrair o consumidor oferecendo algo maior que os riscos do medicamento, declarou o órgão.

A Bayer Health Care, responsável pela Aspirina, e a Boehringer Ingelheim do Brasil, responsável pelo Anador, informaram, por meio de suas assessorias de imprensa, que ainda não foram notificadas pela Anvisa sobre a decisão.

Normas - Entram em vigor na próxima terça-feira (16) as novas normas e restrições da Anvisa sobre a publicidade de medicamentos. As celebridades, por exemplo, não poderão mais dizer que utilizam determinado remédio e sugeri-lo ao telespectador em propagandas. Distribuir amostras grátis e brindes também será vetado.

Ministro diz que universidades públicas precisam ter mais alunos pobres
O ministro da Educação, José Mendonça Bezerra Filho, disse que o maior desafio educacional no Brasil é a qualidade do ensino. Para o ministro, melhor...
Enade será realizado no domingo; locais de prova já podem ser consultados
O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017 será realizado neste domingo (26). Os participantes que ainda não sabem onde farão suas pro...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions