A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

28/05/2018 23:27

Apoio a greve parou comércio e levou moradores as ruas no interior de MS

Adriano Fernandes
Manifestação em Maracaju reuniu cerca de 5 mil pessoas. (Foto: Maracaju Hoje) Manifestação em Maracaju reuniu cerca de 5 mil pessoas. (Foto: Maracaju Hoje)

O 8º dia de interdições de caminhoneiros nas rodovias do país também teve mobilização de moradores em apoio ao movimento por algumas das cidades de Mato Grosso do Sul. Em Amambai –cidade a 360 quilômetros de Campo Grande-, chamado da ACIA (Associação Comercial e Empresarial de Amambai) mobilizou centenas de pessoas no final da tarde dessa segunda-feira, 28.

O comércio fechou as portas uma hora mais cedo, às 17h, e em seguida, comerciantes e moradores, com bandeiras e camisetas nas cores do Brasil, se concentraram na praça central da cidade, de onde saíram em carreata e a pé na região central da cidade.

Durante o manifesto, os moradores saíram pelas ruas entoando o hino nacional, conforme o a Gazeta News. No último sábado (26), uma carreata com centenas de veículos, motociclistas e ciclistas, também tomou as ruas da cidade e foi encerrada na Rodovia MS-386, na saída para Ponta Porã.

No Cone Sul

Também houve manifesto em apoio a greve dos caminhoneiros e pela redução o preço os combustíveis nos municípios de Paranhos, Sete Quedas, Eldorado, Mundo Novo, Iguatemi, Itaquiraí e em Naviraí. Com exceção de Paranhos, nos demais municípios as manifestação foram fomentadas pelas associações comerciais locais.

Além da ACIA, incentivaram as manifestações a ACISQ (Associação Comercial e Industrial de Sete Quedas), a Associação Comercial e Empresarial de Eldorado, a ACINI (Associação Comercial e Industrial de Iguatemi) a ACIMN (Associação Comercial e Industrial de Mundo Novo), a ACEN (Associação Comercial e Empresarial de Naviraí), a ACEC (Associação Comercial e Empresarial de Caarapó) e a ACCITA (Associação Comercial e Industrial de Itaquiraí).

Maracaju

Na cidade, a população seguiu em caminhada, na tarde de hoje (28) a convite dos caminhoneiros e da Assema (Associação Empresarial de Maracaju). Estimasse que 5 mil moradores também lotaram uma praça e em seguida, saíram em buzinaço, soltando fogos de artifício e também cantando o hino do brasil até o Posto 13, onde está concentrado os caminhoneiros em paralisação, segundo o site Maracaju Hoje.

Também houveram manifestações de moradores por Dourados, São Gabriel do Oeste, Aquidauana, Anastácio e Bela Vista. Na região de fronteira, também houve aglomeração em frente ao 11º Regimento de Cavalaria Militar de Ponta Porã. Por lá, no entanto, os manifestantes aproveitaram o movimento de apoio aos caminhoneiros para cobrar intervenção militar.

Em Amambai o comércio fechou as portas uma hora mais cedo, às 17h. (Foto: Gazeta News) Em Amambai o comércio fechou as portas uma hora mais cedo, às 17h. (Foto: Gazeta News)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions