A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

28/07/2017 10:19

Após 4 horas, policiais deixam escritórios de advogado e empresário

Priscilla Peres, Renata Volpe e Yarima Mecchi
Documentos sendo levados do escritório Evidence. (Foto: Marcos Ermínio)Documentos sendo levados do escritório Evidence. (Foto: Marcos Ermínio)

Após quatro horas, policiais federais e representante da Receita Federal deixaram o escritório de advocacia e o edifício Evidence Prime Office, em Campo Grande. Eles estavam com computador, documentos e malotes.

Quase que simultaneamente as equipes deixaram os locais, por volta das 10h15. Em ambos escritórios eles estavam desde às 6h, com 12 policias federais e quatro representantes da Receita Federal.

No Evidence foi cumprido mandado no escritório do empresário José Carlos Lopes, mais conhecido como Zeca Lopes. Duas funcionárias e testemunhas acompanharam a ação em duas salas no 17º andar.

José Carlos Lopes, que seria um dos alvos da força-tarefa, é dono do frigorífico Frigolop, localizado em Terenos, uma das cidades onde a operação também cumpre mandado de busca e apreensão.

Ja nó escritório Souza Campos e Peró, localizado na entrada do Parque dos Poderes, foi cumprido mandado de busca e apreensão somente na sala número 1, pertencente ao advogado Fernando Pero. Neste momento acontece uma coletiva na sede da Polícia Federal, com detalhes da Operação Labirinto de Creta desencadeada hoje.

Policiais saindo de escritório com malotes. (Foto: Renata Volpe)Policiais saindo de escritório com malotes. (Foto: Renata Volpe)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions