ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 34º

Cidades

Assaltante é morto pela PM após tentar fugir de cerco

Redação | 24/08/2008 18:32

Gilson Moreira, de 27 anos, morreu por volta de 6 horas deste domingo no hospital Bezerra de Menezes, em Mundo Novo, após ter sido baleado pela Polícia Militar ao tentar fugir com outro assaltante, não identificado, de um cerco policial nas proximidades da ponte Ayrton Senna.

Conforme o site Sul News, os assaltantes seguiam para o Paraguai com a caminhoneta roubada Ford F-250, placas HRP-7964, de Guaíra, após terem rendido uma família inteira e feito cinco reféns.

Armados com revólveres calibre 38, os assaltantes invadiram uma casa na área central de Guaíra onde acontecia uma festa e renderam cinco pessoas de uma mesma família. Em seguida, eles roubaram a caminhonete.

Os reféns foram colocados no veículo (dois na cabine e três na carroceria). Avisados por familiares e pela polícia paranaense, agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e da Polícia Militar de Mundo Novo que estavam no posto fiscal Leão da Fronteira preparam um cerco, para tentar evitar a fuga ao Paraguai.

Mas, na versão da polícia, os dois assaltantes avançaram com a caminhonete sobre os policiais, que a reagiram com tiros. O veículo parou 200 metros após barreira. Um dos assaltantes correu para o mato, em direção ao Paraguai. Em seguida, os reféns deixaram a caminhonete. O outro assaltante estava morto, com um tiro na cabeça.

Nos siga no Google Notícias