ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Assassino de caseiro é morto em ação da Polícia

Por Redação | 29/10/2009 05:49

A Polícia paraguaia identificou quatro homens acusados de assassinar com vários golpes de faca o brasileiro Nelson Vieira, de 60 anos, na última sexta-feira.

Na tarde de ontem, a Polícia foi informada que os autores estavam em uma aldeia da região e que todos usavam armas levadas da vítima. Agentes brasileiros foram até a aldeia e houve troca de tiros.

Nelson trabalhava como caseiro na Fazenda Timburí, região do Estrela, na zona rural de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, onde foi morto. Os autores são indígenas, diz a Polícia.

Após investigações,Salustiano Barreto, de 18 anos, foi preso e confessou ter participado do crime motivado por uma suposta dívida.

Troca de tiros - Arias Oltradi, irmão de Salustiano, morreu no confronto com policiais, atingido por um tiro de fuzil na perna. A Polícia garante que ele foi socorrido, mas não resistiu e morreu em seguida.

Os demais conseguiram fugir. De acordo com Salustiano, Nelson havia contratado ele, seu irmão Arias Oltradi, um tio e um primo para uma empreitada, mas não teria pago o valor combinado.

Ainda conforme o relato do autor, o grupo decidiu ir até a casa da vítima cobrar o valor, mas foram expulsos a tiros por Nelson Vieira. A reação provocou a revolta dos autores que decidiram pelo crime.

Para a execução, eles passaram a cuidar a rotina da vitima e decidiram ataca-la quando foi se banhar no riacho da fazenda. O caseiro estava acompanhado de um filho de 6 anos de idade, que presenciou o pai sendo atacado.

A esposa do caseiro Ana Maria dos Santos, também foi ferida, mas consegiu fugir com os filhos para o matagal.

O corpo do caseiro foi encontrado dentro do riacho com a lâmina de uma das facas cravada na cabeça. Os demais envolvidos são procurados pela Polícia.

(Com informações do Mercosul News)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário