A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

26/02/2013 15:36

Bolívia entrega nesta quarta 193 carros que estão ilegalmente no país

Nadyenka Castro
Pajero onde estavam Breno e Leonardo seria levada para a Bolívia. Bandidos foram até o local da abordagem no Fiat Uno. (Foto: Rodrigo Pazinato)Pajero onde estavam Breno e Leonardo seria levada para a Bolívia. Bandidos foram até o local da abordagem no Fiat Uno. (Foto: Rodrigo Pazinato)

A Bolívia entrega nesta quarta-feira ao governo brasileiro 193 veículos que estavam ilegais naquele País. Os carros e motos vão ficar em Campo Grande e os interessados em saber se são os proprietários devem apresentar a documentação à Polícia.

Os veículos estão sendo devolvidos ao Brasil porque os responsáveis não fizeram a legalização, conforme determinou o governo boliviano em 2001. No dia 8 de junho daquele ano, no processo denominado de Saneamento Legal dos Veículos sem Documentos, ficou definido que automóveis e motocicletas tinha que ser regularizados até 7 de novembro do mesmo ano.

Conforme divulgado pela imprensa boliviana, cerca de 70 mil veículos passaram pelo processo de regularização, porém 1.500, que tiveram registros de roubos em outros países, foram apreendidos. Quatrocentos e noventa e três serão devolvidos ao Brasil.

De acordo com a delegada Maria de Lourdes de Souza Cano, titular da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos), nesta quinta-feira será feita a primeira devolução. São 193 veículos. A solenidade está marcada para as 11 horas em Porto Quijaro.

Após a cerimônia, os carros passam por vistoria da Receita Federal, são autorizados a entrar no País pelo Ministério da Justiça e, por fim, seguem para o pátio da Defurv. A delegacia já recebeu uma relação dos veículos que serão entregues e já tem identificação prévia.

Os interessados em saber se o seu veículo está entre os devolvidos devem comparecer à Defurv, que fica na avenida Filinto Muller, na Capital, apresentar documentação do carro ou da moto e também o boletim de ocorrência. A maioria das motocicletas e dos automóveis está com placa alterada e a identificação será feita pela numeração do chassi. Antes do proprietário receber, é feita perícia.

Para a delegada, a iniciativa boliviana pode reduzir a quantidade de furtos e roubos de veículos. “Aquele que compra lá pode ficar na incógnita se irá conseguir regularizar”, disse.

Crimes – Muitos veículos roubados e furtados no Brasil viram ‘pó’ na Bolívia ou maconha no Paraguai. Criminosos roubam carros e motos para trocar por entorpecentes e revender em território brasileiro. Em alguns casos, esses crimes terminam em tragédias.

No dia 4 de julho do ano passado, a estudante de História Luzia Barbosa Damasceno Costa, 25 anos, e o empresário Alberto Raghiante Junior, de 55 anos, foram assassinados em Campo Grande, por bandidos que roubaram o carro do empresário. Os corpos foram jogados em um matagal e o veículo foi encontrado no Paraguai. Os envolvidos foram presos.

Breno Luigi Silvestrini, de 18 anos, e Leonardo Batista Fernandes, 19 anos, foram assassinados no dia 31 de agosto. Os amigos foram abordados na entrada do 21 Bar e Lazer e mortos na saída para Aquidauna. Os cinco envolvidos no crime, todos foram presos, confessaram que levariam a Pajero dirigida por Leonardo para o Paraguai onde seria trocada por três quilos de cocaína



Deveriam devolver também as aeronaves que foram identificadas através de perícia e mesmo assim o governo boliviano não devolveu! O "novo proprietário boliviano" deixou bem claro que comprou no "mercado negro" e que na "Bolívia NÂO É IGUAL NO BRASIL". ABSURDO!!!! E assim nós ficamos sem chão.......
 
Luciene Freire boabaid em 27/02/2013 08:44:12
Será que minha camionete esta entre esses veículos? Quem me dera!
 
Joana Maria Queiroz em 26/02/2013 20:04:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions