A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019

06/04/2017 16:22

“Foi desesperador”, diz funcionário sobre vazamento de amônia no JBS

Incidente ocorreu por volta das 13h, na unidade o frigorífico JBS, que fica na BR-060, saída para Sidrolândia

Luana Rodrigues e Adriano Fernandes
Funcionários correram para a rodovia no momento do vazamento. (Foto: Adriano Fernandes)Funcionários correram para a rodovia no momento do vazamento. (Foto: Adriano Fernandes)

A JBS dispensou os funcionários do frigorífico onde houve vazamento de amônia na tarde desta quinta-feira (6). Pelo menos 30 pessoas ficaram feridas após o incidente. O local, que fica na BR-060, saída para Sidrolândia, em Campo Grande, foi isolado pela perícia da Polícia Civil.

Houve pânico entre os funcionários, no momento do vazamento. De acordo com Pedro Luiz Santos, 46 anos, que trabalha no setor de desossa da fábrica, muitos trabalhadores estavam no intervalo na hora em que o produto começou a vazar, mesmo assim houve correria e desespero para sair de dentro da unidade.

“A gente faz muito treinamento para este tipo de situação, mas quando acontece é completamente diferente. Acho que o horário de intervalo evitou uma tragédia maior, mas tinha muita gente desmaiando e vomitando, uma confusão só”, contou.

Um outro funcionário de 47 anos, que trabalha no setor de triparia, mas preferiu não se identificar, contou que estava do lado de fora da fábrica, quando sentiu um cheiro forte. “Foi desesperador, quando eu senti aquele mau cheiro e vi as pessoas correndo, também já me afastei, mas o erro de todos foi ter vindo para frente da fábrica a favor do mau cheiro”, disse.

O vazamento ocorreu em um dos registros da sala de máquinas da fábrica, conforme explica o tenente do Corpo de Bombeiros, Henrique Manoel Falcão, no vídeo abaixo:

Além das equipes de socorro, a Polícia Civil esteve no local. De acordo com o delegado Cleverson Alves dos Santos, como a sala de máquinas fica próxima a um alojamento, muitas pessoas inalaram o gás, mas na sala onde houve o vazamento não havia ninguém. “A área foi isolada, foi feita uma perícia preliminar e manhã será uma perícia definitiva”, explicou o delegado.

“Foi impossível acessar o local onde houve vazamento, por conta do cheiro forte”, completou o perito Waldisson Rodrigues, que também esteve no local.

Por meio de nota encaminhada à imprensa, a JBS disse que o vazamento foi rapidamente controlado e, por precaução, a unidade foi imediatamente evacuada. Ainda segundo a empresa, alguns colaboradores foram encaminhados aos postos de saúde locais e todos estão fora de risco.

“A JBS informa ainda que as causas do ocorrido estão sendo apuradas pela empresa. As operações estão temporariamente suspensas até que o local seja liberado pelo Corpo de Bombeiros”, afirmou a empresa.

Unidades de resgate deixando o frigorífico. (Foto: Adriano Fernandes)Unidades de resgate deixando o frigorífico. (Foto: Adriano Fernandes)

Feridos - Pelo menos 30 pessoas foram socorridas, até o fechamento deste texto, depois de passar mal por conta do vazamento, segundo a Coordenadoria Geral de Urgência da Capital.

Os funcionários estão passando por uma triagem feita numa área no pátio do frigorífico. De acordo com Yama Albuquerque Higa, coordenador geral de urgência do município, o médico consulta os feridos e eles são encaminhados às unidade de saúde próximas ao local, conforme a gravidade.

Até o fechamento deste texto, sete vítimas haviam sido levadas para o Hospital Regional, outras sete para a UBS Coophavila, cinco para o Aero Rancho, quatro para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Leblon e sete para o posto de saúde do Santa Mônica.

“A gente solicita para as pessoas que tiveram contato com o vazamento e apresentarem sintomas em casa, como dor de cabeça, tosse, que procurem as unidades da rede e não superlotem os hospitais. Dessa forma, todos poderão ser atendidos com qualidade”, disse Higa.

A amônia é considerada um produto químico perigoso, corrosivo para a pele, olhos, vias aéreas superiores e pulmões. Tem um cheiro característico e é irritante quando inalada. O nariz é geralmente o primeiro a sentir os sintomas da exposição. Caso seja inalada, causa tosse, chiado no peito, falta de ar, asfixiar e queimar as vias aéreas superiores.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions