A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/08/2016 16:34

"Já matei e não tenho medo": presa agride agente penitenciária

Amanda Bogo
Thamara em foto postada no Facebook; ela confessou ter assassinado Victoria (Foto: Arquivo)Thamara em foto postada no Facebook; ela confessou ter assassinado Victoria (Foto: Arquivo)

Thamara Arguelho de Assis, 21, que confessou ter assassinado Victória Correia Mendonça no dia 19 de julho deste ano, ameaçou e agrediu uma agente do Estabelecimento Penal Feminino Irmã Irma Zorzi na manhã desta quinta-feira (25). "Não tenho medo pois já matei um e não tenho medo de fazer de novo”, disse ela segundo registro na polícia.

De acordo com informações do Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul) ,Thamara aguardava atendimento médico acompanhada de um agente e gritava que queria ser atendida rápido, que não tinha tempo para ficar esperando, apresentando comportamento agressivo e histórico. A vítima constatou que ela passaria por uma consulta de rotina, sem emergência, e pediu que ela aguardasse, quando a jovem começou a gritar que não iria esperar. 

Após ser atendida pelo médico, Thamara foi conduzida até a sala do chefe de equipe, onde disse que não estava gritando e não seria comunicada por esse motivo, mas que se fosse preciso daria um motivo pior para ser advertida. "Eu já matei um, não tenho medo não, eu vou te dar um motivo para você me comunicar", afirmou. 

Questionada pelo chefe de equipe se aquilo era uma ameaça, Thamara confirmou e a agente respondeu que, sendo assim, ela estava sendo advertida. A jovem afirmou que, então, daria um motivo para a advertência, e partiu para a agressão física. 

Thamara puxou os cabelos, desferiu arranhões pelos braços e mordeu a mão esquerda da vítima. Três agentes tiveram que conter a jovem, que foi levada de volta para sua cela. 

Crime - Thamara confessou ter assassinado Victoria com um tiro na nuca. Outros quatro tiros foram disparados contra Victoria, mas não acertaram a moça. Ela não resistiu ao ferimento e morreu na hora.

Pelo Facebook, a suspeita xingou e fez ameaças à vítima Victoria por várias vezes. Victoria e Thamara, que está grávida de três meses, teriam se relacionado com o mesmo rapaz, que é pai do filho de Thamara.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions