A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

04/12/2013 11:20

“Lixão a céu aberto” revolta moradores do bairro Ana Maria do Couto

Aliny Mary Dias
(Foto: João Garrigó)(Foto: João Garrigó)

Em uma rápida olhada nas fotos, fica fácil entender o motivo da indignação de moradores do bairro Ana Maria do Couto, na região do macroanel rodoviário da Capital. Considerada pelos vizinhos como o lixão a céu aberto do bairro, a Rua Marina Spengler é depósito de restos de materiais de construção e todo o tipo de lixo.

A reclamação dos moradores é antiga, segundo vizinhos que moram há mais de 1 ano no local a situação sempre foi a mesma. Quando a reportagem chegou ao local, uma caminhonete jogava restos de construção fora e saiu em disparada ao avistar a equipe.

Os moradores explicam que a situação é frequente. “Eles nem se esconde, é qualquer hora do dia. Vem carroça, caminhonete e até carro de passeio jogar lixo nessa rua”, conta Deise Aparecida, de 44 anos.

O local que concentra o maior volume de lixo fica na esquina da Rua Marina Spengler com a Avenida José Barbosa Rodrigues. Entre os restos há de tudo: pneus, tijolos, pedaço de forros, capacetes, roupas, calçados, sofás, recipientes plásticos e de vidro, apostilas, cadernos, livros, galhos secos e carcaças de computadores e televisores.

 

Até televisão é encontrada no lixão (Foto: João Garrigó)Até televisão é encontrada no "lixão" (Foto: João Garrigó)
Catador confirma que carros jogam lixo com frequência (Foto: João Garrigó)Catador confirma que carros jogam lixo com frequência (Foto: João Garrigó)

Além de jogar os restos, alguns moradores colocam fogo no local. “Aqui a fumaça é constante. O cheiro ruim de animal morto então é um absurdo, já pensamos em ligar para a Prefeitura, mas não sabemos se o terreno é particular”, explica a moradora.
A região também é bastante freqüentada por pessoas que reciclam materiais. Elisson Abao, de 70 anos, passa pelo local pelo menos uma vez por semana em busca de latinhas e alumínio.

“Eu sempre cato por aqui e vejo as pessoas jogando lixo, só que eles vão muito rápido e não dá tempo de anotar a placa”, completa o catador.

Calçados e roupas também tomam conta do local (Foto: João Garrigó)Calçados e roupas também tomam conta do local (Foto: João Garrigó)
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


postei um video no you tube sobre esse lixo deem uma olhada lá, Dengue-lixo na rua marina spengler http://youtu.be/vsilNWwykHc
 
Delmario Guimaraes de Araujo em 05/12/2013 07:29:29
Eu não entendo a indignação, pode-se ter certeza de que quem joga lixo neste lugar são os próprios moradores da região e do entorno...
 
Marco Alves em 04/12/2013 12:45:49
Agora venham me dizer que a culpa é do Bernal ???
 
eraldo a bento em 04/12/2013 12:35:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions