A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 26 de Abril de 2019

17/12/2018 10:15

"Não devemos 10 milhões", garante governador sobre greve na Santa Casa

Ângela Kempfer e Leonardo Rocha
Greve começou na manhã desta segunda-feira, no maior hospital do Estado.Greve começou na manhã desta segunda-feira, no maior hospital do Estado.

Visivelmente irritado, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) garantiu na manhã de hoje que o Estado não é responsável pela paralisação iniciada pelos médicos na Santa Casa de Campo Grande. Com salários atrasados há 3 meses, os profissionais entraram em greve nesta segunda-feira, às 7h.

Nos últimos dias, a direção do hospital tem dito que o atraso ocorre por falta de pagamento do poder público. A verba deveria ser repassada pelo governo estadual à prefeitura, que remete à Santa Casa.

"Não estamos devendo. O que existe são R$ 2,5 milhões que nem estão atrasados, porque vão sair neste mês e é o prazo", garante o governador.

Na avaliação dele, o grande problema é a caixa preta em que se transformou o maior hospital de Mato Grosso do Sul. "Tem de olhar é para a gestão interna da Santa Casa, do que só cobrar do poder público. Vejam se estão entregando mesmo os serviços que são contratados. A gestão da Santa Casa está passando às margens da sociedade", critica.

Reinaldo considera que "todo mundo tem problema financeiro" e lembra que o Estado ainda precisa de R$ 100 milhões da Lei Kandir, dinheiro que tem de ser repassado pela União até fim de 2018. "Por isso tivemos de fazer alguns ajustes, mas não devemos o que a Santa Casa está dizendo", reforça.

 



Não vi em lugar nenhum na midia a Santa Casa falando em dez milhoes.
 
Jornalista_Nasser em 17/12/2018 14:09:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions