A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

26/05/2018 14:04

“Ninguém suporta o preço dos combustíveis” diz Marquinhos sobre a greve

Guarda Municipal fez a escolta de uma carreta de combustível para atender a coleta do lixo e o transporte coletivo até a próxima terça-feira

Danielle Valentim e Humberto Marques
Prefeitura se preparou e tomou medidas para priorizar os serviços essenciais, como a saúde, segurança, coleta e transporte coletivo. (Foto: Fernando Antunes)Prefeitura se preparou e tomou medidas para priorizar os serviços essenciais, como a saúde, segurança, coleta e transporte coletivo. (Foto: Fernando Antunes)

No 6º dia de protesto de caminhoneiros contra o preço do diesel e política de valores estabelecida pela Petrobrás, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) se posicionou a favor da greve dos caminhoneiros e pontuou que “ninguém suporta o preço dos combustíveis”. A fala ocorreu durante a 19ª edição da Feijoada do FAC (Fundo de Apoio à Comunidade), neste sábado (26), no Golden Class.

De acordo com Marquinhos Trad (PSD), desde o anúncio da paralisação e efeitos do primeiro dia de protesto em Campo Grande, a prefeitura se preparou e tomou medidas para priorizar os serviços essenciais, como a saúde, segurança, coleta e transporte coletivo.

“Desde o primeiro dia tomamos medidas para manter e priorizar os serviços de atendimento médico, o da Guarda Municipal que tem condições tranquilas para salvaguardar a cidade, e a educação que não terá paralisação, a não ser que a greve se estenda e fuja do controle de toda a nação. Na segunda-feira, nós já tivemos a competência técnica para nos organizar e apostamos que ela poderia se prolongar, como de fato se prolongou”, disse.

Transporte coletivo e coleta do lixo - O prefeito informou que a Guarda Municipal conseguiu escoltar uma carreta de combustível para atender a coleta e o transporte até a próxima terça-feira (29). No entanto, após reunião com a Solurb e Assetur, a prefeitura orientou que as empresas acionem a Justiça, caso uma segunda carreta não seja liberada na próxima terça.

“Conseguimos que a Guarda Civil Municipal liberasse uma carreta de combustíveis que deve atender o transporte até a próxima terça-feira. A outra carreta que seria liberada, caso não haja consenso até a terça, na próxima segunda, as empresas foram orientadas a ingressar com ação judicial para que a carreta seja escoltada e não cause transtornos a população”, disse.

A favor - A mobilização dos caminhoneiros chegou ao sexto dia neste sábado (26), mesmo diante de acordo com Governo Federal e liminar, que manda liberar quem não quer aderir à greve. Os motoristas permanecem parados e o fato causa desabastecimento em todo o país, inclusive de gasolina e gás de cozinha.

Mesmo diante da situação caótica, o prefeito Marquinhos Trad apoia os caminhoneiros, desde que “atinja o objetivo do trabalhador”. “Sou absolutamente a favor da greve desde que ela venha para atingir o objetivo do trabalhador. Vi em muitas reportagens que poderiam haver empresários se beneficiando disso, aí se for assim, somos contrários. Até porque sou cidadão consumidor e momentaneamente sou gestor. Ninguém suporta os preço mais esse aumento de combustíveis. Perdeu a razão de ser, eles acham que a água não ia entornar”, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions