A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/08/2012 14:08

Absolvido por júri acusado de matar por causa de som alto no Manoel Taveira

Viviane Oliveira

O Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri absolveu, nesta quarta-feira (15), o réu Jheferson Luiz Nogueira da Paixão, acusado de matar por causa de som alto Jairo da Silva na noite do dia 14 de abril do ano passado, no bairro Manoel Taveira, em Campo Grande. O júri entendeu que o acusado agiu em legítima defesa.

Durante o julgamento, o promotor pediu a condenação simples do réu, com a retirada das qualificadoras do motivo fútil e do recurso que dificultou a defesa da vítima.

Já o defensor público sustentou as teses da legítima defesa e homicídio privilegiado logo após a provocação da vítima e também a exclusão das qualificadoras.

Crime - Na época, Jheferson confessou à Polícia Civil que estava em uma casa noturna quando se desentendeu com Jairo. Ele disse que havia comprado uma ficha de música e quando estava ouvindo Jairo colocou o volume do som do carro muito alto.

Os dois discutiram, Jheferson foi para casa pegou uma faca, voltou ao local e matou a vítima. O crime aconteceu um mês depois do autor sair do presídio.

No dia 17 de fevereiro do mesmo ano, ele matou o padrasto Croi José Nunes, também no Manoel Taveira. Jheferson alegou que a vítima ameaçava a mãe dele. Ele é denunciado por homicídio com recurso que dificultou a defesa da vítima.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions