A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/01/2014 15:15

Acusado de agredir namorada se cala e não fala com a delegada

Edivaldo Bitencourt e Graziela Rezende
Delegada fala sobre a tentativa de ouvir jovem acusado de agressão pela segunda vez (Foto: Graziela Rezende)Delegada fala sobre a tentativa de ouvir jovem acusado de agressão pela segunda vez (Foto: Graziela Rezende)

Acusado de agredir a namorada Giovanna Nunes Tressi de Oliveira, 18 anos, na noite de réveillon, Matheus Georges Zadra Tannous, 19, ficou calado e não respondeu às perguntas da Polícia na primeira tentativa de depoimento. Ele está desde às 12h na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), na Capital.

O jovem, que teve a prisão preventiva decretada no dia 8 de janeiro deste ano, foi preso na madrugada de hoje no Hospital Nosso Lar, na Vila Planalto. Ele foi encaminhado para a unidade psiquiátrica após ser encontrado perdido e perambulando pela rua pelo pai, o médico Michel Georges Tannous.

Segundo a titular da Deam, delegada Rosely Molina, o jovem está preso e será encaminhado para uma das celas da 4ª Delegacia de Polícia, no Conjunto Moreninhas, na saída para São Paulo. Antes, ele vai passar por exame de corpo delito.
Matheus está num canto da delegacia e não quer falar sobre as acusações de que agrediu a namorada. De acordo com a delegada, na primeira tentativa, o jovem ficou em silêncio e não respondeu as perguntas.

Há pouco, após três horas na delegacia, ele voltará a ser inquirido oficialmente pela delegada. Ela quer esclarecer as contradições sobre a noite em que a jovem sofreu os ferimentos no rosto. Matheus, no primeiro depoimento, negou que tivesse agredido a jovem. Ele disse que os dois beberam conhaque e os ferimentos ocorreram porque ele derrubou a jovem duas vezes ao tentar colocá-la no sofá.

Delegadas falam sobre a prisão de Matheus, na madrugada de hoje (Foto: Graziela Rezende)Delegadas falam sobre a prisão de Matheus, na madrugada de hoje (Foto: Graziela Rezende)

No entanto, testemunhas relataram que houve brigas no apartamento. Outro ponto a ser esclarecido é que a perícia não encontrou sinais de arrombamento no banheiro, onde o jovem diz ter entrado a força para resgatar a namorada. Peritos só constaram sinais de que a porta foi forçada.

Dificuldade – A delegada não gostou da viagem de Giovanna para Londrina. A jovem viajou junto com a mãe após ser liberada pela psicóloga, mas não prestou depoimento. A Polícia deverá ouvi-la por meio de carta precatória.

Para Rosely, a viagem vai dificultar as investigações. Ela também está cobrando o resultado do exame de corpo delito, que ainda não foi concluído.



acho engraçado quantas mulheres que morrem a cada ano e tanto que perdi as contas...A delegada quer que a jovem fica aqui para ser mas uma nessa lista...e não adianta vim com o papo de medida protetiva por que mesmo com isso muitas mulheres morrem não e um pedaço de papel que as salvam...e sim deveria ser preso e não ter dinheiro que pague sua liberdade e muito menos bom comportamento no presidio, so acho que as lei no brasil deveria ser mas rígida..
 
jucilene santos em 23/01/2014 10:25:43
Que policia nos temos, a vitima, sim a vitima tenta se desvencilhar de tudo que sofreu nesta cidade e a "senhora" delegada que diga se passagem não gosta da vitima ter indo embora do local onde foi agredida, é pra chorar.
 
Silverio Gomes em 22/01/2014 21:27:22
A delegada não pode gostar é do que ele fez com a menina, quer que ela continue aí pra ser morta!!
 
lucimara de oliveira em 22/01/2014 19:34:25
Filhinho de médico preso em C. Grande? É lenda, meu rei, é lenda.
Papai tem dimdim, é influente, fala com os conhecidos e solta o filhinho, injustiçado por ter tentado "colocá-la no sofá".
Ô, novelinha besta...
 
Osório Monteiro em 22/01/2014 17:20:41
A menina tambem não gostou da policia ter demorado tanto para achar o menino, e diga-se de passagem, a policia não achou nada, mas pelo visto o menino é culpado sim, ele só tá caindo em si agora, na hora que ele estiver no presidio com os novos amigos ele vai falar com mais facilidade.
 
maximiliano nahas em 22/01/2014 17:15:19
"A delegada não gostou que Giovana foi p Londrina..." Prenda ela doutora. O algoz nesse caso é o Matheus esse sim ficou dando olé na policia e está na delegacia por vontade própria, pois pareceu que ninguém queria que ele fosse preso. Mas nós, da opinião publica e a imprensa não deixou a peteca cair e com isso a repercussão do caso continuou a amedrontar o agressor que resolver se entregar.
 
samuel gomes-campo grande em 22/01/2014 17:14:52
Falando sério, que descaso com as delegadas por parte da família da jovem.
Não custava nada cooperar, contaram com o carinho de todos e viraram as
costas, isso não é certo.
 
mirella forti cossignani em 22/01/2014 17:01:38
Que filme lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
mirella forti cossignani em 22/01/2014 16:42:26
Tudo armado para ser internado ao invez de preso. pai medico arquitetou tudo para passar a mão na cabeça do agressor que agiu como um animal e merece punição.!!!
 
jose barreto souza em 22/01/2014 16:14:26
Alguém me explica por que esse guri não estava no Líbano ainda? Infelizmente agora já era pra ele.
 
Roberto José em 22/01/2014 15:52:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions