A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

07/05/2014 14:15

Acusado de espancar homem até a morte, adolescente fica em liberdade

Filipe Prado

A DEAIJ (Delegacia Especializada de Atendimento a Infância e Juventude) identificou hoje (7) o adolescente acusado de roubar e matar operador de caixa de supermercado, Alexandre Guimarães Echague, 37, na madrugada do dia 2. Mesmo com a identificação, o menor irá responder em liberdade.

A polícia, durante investigações, colheu depoimentos dos amigos e conhecidos da vítima, identificando a amante de Alexandre, que trabalha como garota de programa na região norte de Campo Grande, mas mora próximo ao local onde o namorado foi encontrado, no Bairro Lageado.

Em depoimento, ela contou que a vítima, no dia do latrocínio, estava indo para a sua casa e, ao parar para pedir informações, começou a discutir com o adolescente. O pai do menor, conforme assessoria da Polícia Civil, disse que ele espancou Alexandre e, depois de caído, começou a chutar a sua cabeça.

Ele ainda contou Alexandre começou a agonizar, então o adolescente pulou em cima do peito e no pescoço da vitima, matando-a. Porém o responsável negou que o adolescente tenha roubado a vítima.

Com não houve flagrante, o menor irá responder pelo crime em liberdade e o procedimento será encaminhado para promotoria da infância e juventude.

De acordo o delegado Maércio Alves Barbosa, conforme assessoria, a vítima era maior que o adolescente, mas como Alexandre estava embriagado “e devido ao ato de covardia representar pelo pedido de apreensão ao juizado competente”, comentou.

Caso - Alexandre foi encontrado morto com sinais de espancamento na madrugada de sexta-feira (2), na Rua Anselmo Selingard, no bairro Lageado. A vítima tinha ferimentos na boca e na cabeça.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mãe da vítima esteve no local e disse que o filho trabalhava de caixa em um supermercado na Avenida Brilhante e morava no Bairro Buriti.

À Polícia, uma testemunha contou que chegou a ver o rapaz, ainda com vida, a 30 metros do local onde o corpo foi localizado. Alexandre bebia uísque com energético, estava alcoolizado e falava de uma mulher ruiva, que a queria de volta.

O caso foi registrado como homicídio doloso, quando há intenção de matar. Até agora nenhum suspeito de ter cometido o crime foi localizado. A mãe da vítima sentiu falta do aparelho celular do rapaz, que não foi localizado. 

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento no Lageado
Um homem de 37 anos foi encontrado morto com sinais de espancamento na madrugada desta sexta-feira (2), na Rua Anselmo Selingard, no bairro Lageado, ...
Semed abre investigação sobre professor preso por assediar alunos
A Semed (Secretaria Municipal de Educação) afirmou que apura por meio do departamento jurídico o caso do professor substituto de 34 anos, suspeito de...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions