A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

14/10/2014 12:16

Acusado de estuprar duas mulheres diz que pagou para fazer sexo

Renan Nucci
Jeferson disse que pagou para fazer sexo oral com as vítimas. (Foto: Renan Nucci)Jeferson disse que pagou para fazer sexo oral com as vítimas. (Foto: Renan Nucci)
Delegadas Marília (esquerda), Rosely (centro) e Franciele comentam sobre a prisão do estuprador. (Foto: Renan Nucci)Delegadas Marília (esquerda), Rosely (centro) e Franciele comentam sobre a prisão do estuprador. (Foto: Renan Nucci)

Preso em uma rápida ação dos investigadores da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher), o repositor de mercadorias Jeferson Teixeira de Sousa, 23 anos, nega ser estuprador e diz que pagava as vítimas em troca de sexo oral. Ele é acusado de estuprar duas mulheres e pode estar envolvido em outros casos.

Segundo a delegada Rosely Molina, titular da Deam, ele foi preso ontem (13), após estuprar uma mulher de 34 anos por volta das 5h30, próximo a um posto de combustíveis no Bairro Coronel Antonino. “A vítima foi rendida a caminho do trabalho. Ele a levou para um local ermo, onde cometeu os abusos”, disse a delegada.

Após o crime, a mulher procurou a Deam já no início da manhã. “Ela veio logo cedo e relatou o ocorrido. De posse das informações, nossos investigadores conseguiram localizá-lo e prendê-lo”, explicou.

Após este caso, a polícia descobriu que ele também estuprou uma mulher no Jardim Seminário, dia 22 de agosto. Na ocasião, a vítima de 19 anos voltava para a casa após sair da academia, por volta das 23h30, quando foi abordada perto da Avenida Tamandaré. Segundo a delegada Marília de Brito Martins, adjunta da Deam, a maneira de atuar dele é bem característica.

“Ele afirma que é repositor, mas que está cobrindo as férias de um amigo que é porteiro. Ele trafega de moto, usando capacete escuro e sempre aborda as vítimas em horários como de madrugada ou tarde da noite. Ele se aproxima dos alvos, faz menção de estar armado e ameaça as vítimas. Ele obriga as mulheres a subirem na moto, as levam para um local escondido e as estupra”, explicou.

A delegada Franciele Candoti Santana, também da Deam, ressaltou que estes dois casos estão concluídos, embora o acusado negue, e afirma que um terceiro está prestes a ser elucidado. “Neste terceiro caso, a vítima deu características semelhantes às de Jeferson, mas diferente das outras mulheres, ela não conseguiu identificá-lo. Estamos investigando a possível autoria dele em outros crimes do tipo”, reforçou.

Apresentado à imprensa nesta manhã, Jeferson confessou que recebeu sexo oral das vítimas, mas disse que agiu com o consentimento delas, sem precisar ameaçá-las. “Eu não sou estuprador. Eu paguei a elas, dei R$ 10, R$ 20 reais pra elas”, alegou o homem que não tem antecedentes criminais.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions