A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/05/2014 09:18

Acusado de invadir escola e bater em aluno tem 13 antecendentes criminais

Graziela Rezende

Intimado para prestar depoimento, Heitor Loureiro Cardoso Filho, 36 anos, acusado de “invadir” a escola do filho para agredir o seu colega, um garoto de 12 anos, tem extensa ficha criminal. De 2009 até hoje, ele possui 13 passagens policiais por violência doméstica, vias de fato, ameaça e injúria.

“Ele já foi intimado para prestar depoimento e estamos o aguardando. A mãe e a vítima já foram ouvidas, quando ficamos sabendo que as crianças já tinham se entendido e ele apareceu dias depois para cometer as agressões. Ainda aguardamos a diretora da escola, que está internada”, afirma a delegada Regina Márcia Rodrigues, responsável pelas investigações.

Heitor iniciou as agressões no dia 10 de outubro de 2009, quando foi indiciado por ameaça e violência doméstica. Quatro dias depois, um novo registro por lesão corporal dolosa. No próximo mês, um registro pelo mesmo crime, acrescido de vias de fato.

No início de 2010, um novo registro por vias de fato de violência doméstica. No mês de setembro deste ano, a ocorrência registrada foi de injúrias e vias de fato. Em 2011, Heitor foi autor de ameaça, segundo a assessoria da Polícia.

Já em 2012, ele foi acusado de ameaça e vias de fato. A Polícia inclusive acredita que tais agressões ocorreram na frente do filho. Agora ele é acusado de agredir um menino de 12 anos, com tapas, puxões pelo braço e inúmeras ofensas. O caso é investigado pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente).

Crime – O homem invadiu uma escola particular, localizada no Jardim dos Estados, em Campo Grande, e agrediu a vítima para vingar o filho. O fato ocorreu no dia 5 de maio. Conforme a ocorrência, ele entrou na sala de aula do menino e tentou tirá-lo do local.

A professora pediu para ele se retirar da sala, sendo que Heitor pegou o seu filho e encontrou com a coordenadora da escola no corredor. Ela pediu para ele se acalmar, quando foi agredida verbalmente e ameaçada de morte.

 

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


Muito macho com certeza é fácil surrar filho sem pai!
 
gilson dos santos silva em 08/05/2014 11:04:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions