A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/11/2012 13:15

Acusado de matar policial militar da reserva já está solto

Crime aconteceu em outubro do ano passado. Réu teve concedido pedido de liberdade provisória

Nadyenka Castro
João Portilho, quando foi transferido para presídio. (Foto: Simão Nogueira)João Portilho, quando foi transferido para presídio. (Foto: Simão Nogueira)

Já está solto João Claudio Portilho, 36 anos, conhecido como “Joazinho”, acusado de matar o policial militar da reserva Humberto Aparecido Rolon, de 40 anos, no dia 3 de outubro do ano passado, em Campo Grande.

João Cláudio foi preso em julho deste ano e após ter habeas corpus em caráter liminar negado, teve concedido pedido de liberdade provisória.

O acusado foi preso em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai. À Polícia Civil ele negou ter matado o policial militar, crime que aconteceu em uma borracharia.

A Polícia chegou a João Cláudio depois de analisar as imagens do circuito interno de segurança de uma farmácia, que fica ao lado da borracharia, e colher depoimentos. Humberto foi morto com cinco tiros à queima-roupa.



Se a pessoa rouba um pacote de arroz ou então mata algum animal pra se alimentar com certeza vai apodrecer na cadeia enquanto assassinos não ficam muito tempo presos e logo são soltos.
 
gilmar santos em 04/11/2012 12:26:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions