A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/03/2011 17:59

Advogado consegue liberdade provisória para estudante que atropelou policial

Aline Queiroz e Paula Maciulevicius

Rapaz continua internado em hospital da Capital

Estudante acabou atingido por tiro de raspão. (Foto: Simão Nogueira)Estudante acabou atingido por tiro de raspão. (Foto: Simão Nogueira)

O advogado Riad Emílio Saddi conseguiu na Justiça liberdade provisória para o estudante Andreo Lincon Ferreira da Costa, 20 anos. Ele disse que o cliente continua no hospital onde estava internado depois de ser atingido por um tiro de raspão no tórax.

O disparo que feriu o acadêmico foi feito por pelo investigador do Garras (Grupo Armado de Repressão e Resgate a Assaltos e Sequestros), José Ângelo de Souza Filho, que foi atropelado e arrastado pela caminhonete dirigida pelo estudante do quarto ano do curso de engenharia da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Riad afirma que a Justiça concedeu a liberdade provisória porque Andreo tem residência fixa, bons antecedentes e é réu primário.

No entanto, a Polícia afirmou que Andreo tem antecedentes criminais por lesão corporal e injúria.

Riad disse desconhecer este histórico do cliente e garante que não tem condenação.

Ainda conforme o advogado, foi o policial que estava na mesma festa que Andreo o responsável pela confusão porque agrediu o rapaz.

José Ângelo foi atropelado e arrastado pela caminhonete dirigida pelo estudante do quarto ano do curso de engenharia da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

A versão do policial foi confirmada por testemunhas. Andreo estava em uma festa perto da universidade e, desde lá, criou tumultos. Ele alegou que conversava com uma moça quando participantes da festa começaram a agredi-lo.

Nem o amigo que estava com ele confirma a história. Ouvido como testemunha, o amigo disse que ele se envolveu em uma briga e, por este motivo, decidiram sair da festa.

Os dois foram para a caminhonete de Andreo, no entanto, o amigo dele foi segurado por um policial militar que fazia o mesmo curso e estava na festa.

Andreo saiu com o veículo e, ao chegar no cruzamento das Avenidas Manoel da Costa Lima e Costa e Silva se deparou com congestionamento devido à saída de veículos do evento que acontecia no estádio Morenão.

O policial estava de carro no local porque havia ido buscar a filha, que estava no evento. Andreo começou dirigir o carro para frente e para trás. Ele bateu a caminhonete em pelo menos cinco veículos.

Quando viu a confusão, o investigador saiu do carro armado e com a carteira funcional na mão. Ele se identificou como policial mandou que descesse da caminhonete, no entanto, o estudante desobedeceu a ordem e “jogou” a caminhonete para cima do policial.

Foi neste momento que Andreo atirou e a bala acertou de raspão o tórax do estudante.

Depois da confusão, Andreo fugiu na caminhonete e testemunhas anotaram a placa do veículo. Ele chegou a dar entrada na Santa Casa de Campo Grande e saiu antes mesmo de receber o diagnóstico médico.

Andreo foi preso em casa, na Vila Carlota. Ele acabou autuado em flagrante pela tentativa de homicídio contra o policial, além do crime de dano contra os motoristas que tiveram os carros atingidos, porque fugiu do local do acidente, dirigir a caminhonete sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e porte de droga porque havia haxixe no veículo.



óbvio, tem que prender os policiais que estavam tentando defender os que estavam na rua... porque todos estão errados, só esse jovem boa gente é que tá certo....
 
amanda brandão em 01/04/2011 10:34:21
Neste país basta ter dinheiro!
 
Eldemar de Oliveira Peres Neto em 01/04/2011 01:54:27
Olha ai: Policial de folga, foi apenas buscar a filha num evento. Mas, por ser um profissional comprometido com o bem alheio, leia-se: vidas, mesmo de folga agiu pra defender a sociedade. Duvido que se a situação fosse inversas, o policial conseguiria liberdade provisória. Duvido mesmo. Com o histórico desse cara, tinha é que permanecer preso até que saísse a sentença, ou no mínimo, até sua primeira audiência. Parabéns ao policial e colega Jose Ângelo. Deus seja sempre contigo.
ass: Fernando: SGT PM
 
Luis Fernando Ferreira da Silva em 29/03/2011 11:10:33
Se fosse pobre já estaria no presídio de trânsito, mas como é influente pode fazer barbaridades que tá tudo normal.... ESSE É NOSSO BRASIL E ESTAS SÃO NOSSAS LEIS!! JUSTIÇA....................... ONDE?????
 
Reinaldo sousa em 29/03/2011 08:15:57
Que barbaridade ate quando pais vao largar carros nas mãos desses jovens sem carteira e sem responsabilidade colocando em risco sempre a vida dos outros
a gente fica imaginando pq as pessoas ficaram tão violentas não dão mais importancia nem a sua propria vida e nem na dos outros com certeza se esses jovens fossem criados com principios religiosos essas coisas não aconteceriam eu me pergunto sera que os pais largam um carro na mão de uma pessoa não habilitada deitra na sua cama e dorme tranquilo sem pensa quanta coisa ruim pode acontece no nos resta reza e confia na misirecoris divina
 
soraia lombardi em 29/03/2011 08:02:09
Eu sabia que isso ia acontecer, pega o cidadão drogado, tentando matar pessoas no transito alcolizado e cometendo varias infrações no transito e a justiça da liberdade ainda pra um cidadão desse.
Só porque é filho de uma juiza, agora sei porque a justiça do brasil é podre, porque quem tem que fazer justiça passa por cima dela, que vergonha. mas é assim mesmo quem cria um animal tem que zelar por ele.

deixo aqui meus parabens pelo policial que fez isso com ele, pena que é mais um drogado solto na cidade.
 
alziro junior em 29/03/2011 06:11:20
Esse ai e um que e mimado....criado com todas as vontades sendo feitas pelos pais....20 anos somente e ja tem uma fichinha....o pior e que tem certos pais que ainda defendem as atitudes incorretas dos filhos. Numa hora como essa, tem que deixar o cara se virar, ele que arrume advogado, pague e tudo mais....so assim para aprender uma licao.
 
Luciene Faria em 29/03/2011 05:42:07
Quer dizer que desobediência, desacato, tentar atropelar o policial, bater em vários carros, dirigir sem CNH, possuir ou portar drogas, colocar em risco vidas de outros, não dá cadeia???Tem é que prender o POLICIAL é que estava tentando fazer o seu serviço, e causou todo esse tumulto.
 
João da silva em 28/03/2011 11:03:12
Como esse pessoal sem noção são atraídos por caminhonetes. Parece que eles se sentem mais poderosos.
 
jose antonio em 28/03/2011 07:27:49
Quer dizer que se baterem no meu carro eu posso sair atirando? E ninguém pode fugir, tem que esperar calmamente até as balas acabarem.
 
João Antonio Silva em 28/03/2011 06:27:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions