A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

20/04/2016 15:43

Agentes penitenciários envenenados na Máxima devem ter alta em 48 horas

Michel Faustino e Thiago de Souza
Agentes penitenciários em frente ao hospital onde cinco servidores estão internados. (Foto: Thiago de Souza)Agentes penitenciários em frente ao hospital onde cinco servidores estão internados. (Foto: Thiago de Souza)

Os seis servidores alvos de atentado na manhã desta quarta-feira (20), no Estabelecimento Penal de Segurança Máxima Jair Ferreira de Carvalho, passam bem e não correm risco de morte. A previsão é de que todos tenham alta em dois dias. A informação é do Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul).

O Civitox (Centro Integrado de Vigilância Toxicológica) suspeita de que os servidores foram envenenados com o raticida conhecido como chumbinho. O médico do Centro, Sandro Benites, lembrou que a intoxicação provocada pelo produto é potencialmente fatal, mas eles receberam em tempo o antídoto com a substância atropina que minimizou os efeitos.

Cinco servidores foram para o El Kadri e o outro e está na Santa Casa. A informação recente é de que todos tiveram uma rápida melhora e devem receber alta nos próximos dias.

O presidente do Sinsap, André Luiz Garcia Santiago, familiares dos servidores, e agentes penitenciários participam nesta tarde de um manifesto em frente ao hospital El Kadri.

Agora há pouco, alguns familiares foram autorizados a visitar os servidores internados. Pouco antes, eles conseguiram contato por telefone com um dos agentes internado que afirmou que estava bem e tranquilizou os parentes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions