ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Ao brincar de cantar parabéns, criança acende isqueiro e coloca fogo em casa

Incidente aconteceu na manhã desta segunda-feira (23), na Antenor Espíndola de Vargas

Por Viviane Oliveira e Bruna Marques | 23/05/2022 10:25
Televisão derreteu por causa do calor do fogo. (Foto: Henrique Kawaminami)
Televisão derreteu por causa do calor do fogo. (Foto: Henrique Kawaminami)

Criança de 6 anos colocou fogo na casa de três peças onde vive com os pais ao brincar de cantar parabéns. O incidente aconteceu na manhã desta segunda-feira (23), na Rua Antenor Espíndola de Vargas, no Jardim Colúmbia, bairro localizado na saída para Cuiabá, em Campo Grande. Ninguém ficou ferido.

Conforme a dona de casa Nathielle Cristina Santos de Sousa, 22 anos, estava dormindo, quando o marido acordou dizendo que estava pegando fogo na beirada da cama. “Minha filha tentava apagar as chamas com o pouco de água que tinha na jarra”, lamentou.

Movimentação de bombeiros e Polícia Militar no local onde ocorreu o incêndio. (Foto: Henrique Kawaminami)
Movimentação de bombeiros e Polícia Militar no local onde ocorreu o incêndio. (Foto: Henrique Kawaminami)

Imediatamente, o casal e a filha pularam a janela. “A fumaça já estava trancando a nossa garganta. Só foi o tempo da gente sair para o fogo se alastrar. Não deu para pegar nada”, disse Nathielle. Conforme a moradora, está desempregada e a família vive apenas da renda do marido, que trabalha como auxiliar de carga e descarga. A casa foi alugada há 2 dias por R$ 300. Nem a luz havia sido religada ainda. Para não ficar no escuro, a família utilizava velas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio foi acidental. A criança brincava com isqueiro, quando o colchão pegou fogo. Foram gastos 200 litros de água para extinguir as chamas. A família perdeu colchão e muitas roupas. A parte do quarto foi o cômodo mais danificado pelo incêndio. Por causa do calor, uma das janelas da imóvel quebrou. Quem puder ajudar a família com doações pode entrar em contato pelo telefone 99221-5605.

Casa ficou coberta de fuligem. (Foto: Henrique Kawaminami)
Casa ficou coberta de fuligem. (Foto: Henrique Kawaminami)


Nos siga no Google Notícias