A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

04/07/2012 09:44

Com três mortes por gripe A, Sesau pede 20 mil doses de vacina

Paula Maciulevicius

Sesau descarta vírus H1N1 como causa da morte de professora

Secretária adjunta afirma que não faltam vacinas no estoque e previsão da chegada das 20 mil doses é para semana que vem. (Foto: Simão Nogueira)Secretária adjunta afirma que não faltam vacinas no estoque e previsão da chegada das 20 mil doses é para semana que vem. (Foto: Simão Nogueira)

Depois de três mortes por gripe A e mais de 150 casos confirmados da doença, além do aumento da procura pela imunização nos postos de saúde, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) aguarda a chegada de 20 mil doses de vacinas pedidas ao Ministério da Saúde.

Segundo a secretária adjunta, Ana Lúcia Lírio, os casos do jovem André dos Santos Frois e Carlos Roberto Ramires de 27 anos, e da gestante Glaucia Sales de Melo, 25 anos, fez com que a população passasse a se preocupar mais.

“Agora eles estão procurando, mas é algo característico nosso, pelo atraso na chegada das estações. Nosso inverno vai até setembro”, fala Ana Lúcia.

O foco continua sendo crianças de até 2 anos, gestantes, pessoas acima de 60 anos, profissionais de saúde, indígenas e o público com doenças crônicas.

As doses da vacina devem chegar até o final da semana que vem. Mas a Sesau assegura que não está faltando imunização nos postos. “Ainda temos na rede e a população deve procurar, só vai parar quando não tiver mais vacina no estoque”, completa a secretária.

Casos - Até Julho deste ano foram confirmados 154 casos, entre os três óbitos. André morreu no dia 11 de junho, depois de ficar 30 dias internado na Santa Casa. Carlos morreu no dia 10 de junho, após 20 dias internado no Hospital da Unimed.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) descartou a gripe A como causa da morte da professora Jane da Silva Figueiredo, de 48 anos. O caso estava sendo investigado desde o início do tratamento da vítima que morreu no último dia 18, por pneumonia.

Família rejeita gripe suína como causa da morte de professora em Campo Grande
A família da professora Jane da Silva Figueiredo, de 48 anos, refuta que a causa da morte tenha sido gripe A, conhecida como gripe suína. O óbito é i...
Sesau investiga terceira morte por gripe suína em Campo Grande
A professora Jane da Silva Figueiredo, de 48 anos, morreu na última segunda-feira A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) investiga um terceiro óbit...
Saúde alerta sobre cuidados para evitar contaminação pelo vírus da gripe suína
A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul informa a população sobre os cuidados a serem tomados para evitar riscos de contaminação pelo v...


Não podemos culpar a SESAU pelos grupos que podem ser vacinados. A determinação é do governo federal. Ontem o posto da Vila ALmeida estava vacinando que procurou pela vacina e a procura foi grande. Mas a informação é de que chegará um novo lote de vacinas.
 
sonia Maria em 05/07/2012 09:41:55
Alem de concordar com o comentário feito pela Ely Quevedo. Tal medida fere dois dos principais princípios da Constituição Federal.
-Todos são iguais perante a lei;
-Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário ... Nao preciso dizer mais nada.
 
Danilo Regis em 04/07/2012 12:58:30
E para a população que está fora dessas características p/ ser imunizada pela Sesau, e não pode pagar pela vacina só resta a misericordia de Deus. Infelizmente...
 
Ely Quevedo em 04/07/2012 10:16:40
Procurei a vacina no posto da|Vila Margarida na sexta feira e fui informada que so chegaria hoje, dia 4.Entao como a secretaria afirma que nao esta faltando..
 
janeci maria vizzotto em 04/07/2012 09:47:01
A lei não obriga igualdade a todos nesses casos a gripe ta matando fora da faixa estipulada e nada vai ser feito e se as pessoas entrar com ação vai demorar muito até a vacina ja acabou como que facamos nessa situação
 
Silvia Mota em 04/07/2012 07:21:10
Disse bem, somos todos iguais PERANTE A LEI, perante os HOMENS a coisa muda
 
elia bento em 04/07/2012 05:33:28
Se o Brasil fosse um país sério, onde a carga tributária fosse baixa, onde houvesse uma saúde decenta, onde tivéssemos segurança, onde a educação fosse prioridade, não haveria problemas de se pagar trinta ou quarenta reais na dose da vacina, mas como somos extorquidos pelos governantes que cobram sempre mais impostos e literalmente ferram conosco, é duro morar aqui e esta cada vez pior, infelizmen
 
Michel Oliskovicz em 04/07/2012 03:33:28
Num país e num Estado onde se aumenta imposto todo ano, onde o salário mínimo é de 645,00 reais, é um absurdo que o governo vacine apenas uma mixaria da população, outra coisa, esta sendo exigido Atestado Médico para vacinação fora do grupo de risco, se o marido da senhora Aline conseguiu é porque é amigo do pessoal do Posto de Saúde, eu tive que gastar R$ 180,00 pra vacinar a minha família.
 
Michel Oliskovicz em 04/07/2012 03:30:49
Meu marido tomou a vacina e não está entre o público alvo, ele foi comigo no posto e pediu a vacina, eles deram. Público alvo são pessoas com maior probabilidade de complicações e que DEVEM tomar a vacina, as demais poderão tomar ou não, até agora não soube de nenhum impedimento por não fazer parte desse público.
 
Aline Vilela em 04/07/2012 03:06:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions