A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

30/09/2014 20:19

Após apanhar por 14 anos, mulher toma coragem e denuncia marido

Renan Nucci

Depois de 14 anos de tensão e sofrimento, uma vendedora autônoma de 33 anos, moradora no Jardim Centenário, em Campo Grande, tomou coragem para denunciar o marido violento. Na manhã desta terça-feira (30), ela procurou a Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) para relatar a violência doméstica a qual foi vítima por tanto tempo.

A mulher explicou que desde o início do casamento o marido, de 32 anos, sempre foi uma pessoa emocionalmente instável e por diversas vezes a ameaçou. “Ele vivia fora, enquanto eu ficava cuidando da casa e trabalhando. Enciumado, dizia que iria quebrar tudo, que eu iria pagar por tudo”, relata.

A vendedora diz que, além das ameaças, era agredida verbalmente com frequência e em algumas ocasiões chegou a ser atacada. “Ele me empurrava, me jogava para os lados e até me mordia”, disse ela, lembrando que o temperamento difícil do marido afetava a duas filhas do casal, de oito e dez anos. “As meninas começaram a ir mal na escola por causa dos problemas em casa”.

Durante esse tempo todo ela disfarçava as agressões e tentava contornar a situação. “Eu pensava nas minhas filhas. Apesar de tudo, queria que elas crescessem em uma família unida, com pai e mãe presentes, mas infelizmente a situação chegou a tal ponto que tive que por um fim ao casamento”, disse. Após os 14 anos de idas e vindas, determinou o rompimento definitivo.

A vítima explicou que as ameaças e agressões passaram a ficar mais sérias, e por isso, temendo pela própria segurança e também pela integridade das filhas, procurou a polícia, pois o homem não aceita o fim do relacionamento. “Ele não quer o fim, mas vai ter que ser assim. Agora que denunciei à polícia, me sinto mais tranquila e acredito que a justiça será feita. No fundo, não quero que ele se prejudique. Ele é uma pessoa transtornada e precisa de tratamento”.

Medidas Protetivas - Também nesta terça-feira, a Deam apresentou 19 homens presos por violência doméstica, dentre os quais a maioria deles, segundo a delegada Rosely Molina, havia cometido o crime de desobediência, em descumprimento de medidas protetivas prevista na Lei Maria da Penha. Na oportunidade, polícia aproveitou para reforçar a efetividade das medidas, mecanismo utilizado na proteção das vítimas.

Para leitor, penas mais severas são solução para evitar violência contra criança
A enquete da última semana questionou os leitores do Campo Grande News sobre a violência sofrida por crianças por criminosos que vivem na mesma casa....
Candidatos ao Governo debatem ações contra violência doméstica na OAB
Os candidatos ao Governo do Estado Nelson Trad Filho (PMDB), professor Monje (PSTU) e Sidney Melo do (PSOL), juntamente com a vice do candidato Evand...


Atitude corajosa. Mas esperar 14 anos? Fico abismado como que as mulheres ainda tem essa cultura de sofrerem caladas... Uma coisa é certa a justiça não vai te proteger... basta olharmos os casos mais recentes que ocorreram em Campo Grande do meio do ano para cá... vc pode até pedir medida protetiva, que de protetiva só tem o nome. Meu conselho fique esperta pois quando vc menos achar é que ele fará a m... Admiro sua coragem mas ela não será suficiente... nossa justiça precisa mudar e punir quem não presta, com cadeia... relacionamento se acabou acabou, tem tantas pessoas procurando novos relacionamentos porque ficar se apegando a um que não existe? Eu sou divorciado há 8 anos e posso dizer que o dia seguinte a minha separação foi muito bom só não supera o do nascimento da minha filha.
 
Logan em 01/10/2014 08:30:31
Acabou o tempo da esperança e agora, é seguir em frente. Nós mulheres tentamos, acreditamos, mas tudo tem limite e esse limite acontece quando vemos que nossos filhos estão sendo prejudicados. Que Deus abra novos caminhos pra você e parabéns pela coragem de terminar com uma relação tão destrutiva.
 
Regina em 01/10/2014 08:02:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions