ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Após assalto, dupla tenta se esconder em escola, mas acaba presa

A vítima, de 54 anos, contou a polícia que chegava em casa quando foi rendida pelos assaltantes, no noite desta sexta-feira

Por Geisy Garnes | 11/07/2020 11:45
O caso foi registrado na Depac Centro e será investigado (Foto: Marcos Maluf)
O caso foi registrado na Depac Centro e será investigado (Foto: Marcos Maluf)

Um assalto na Vila Carvalho terminou com duas prisões na noite desta sexta-feira (10) em Campo Grande. Os autores, de 20 e 23 anos, foram perseguidos por moradores do bairro, tentaram se esconder em uma escola municipal, mas ainda assim foram detidos. Eles foram identificados como a travesti Tifani e Jonyelson Miranda dos Santos.

A vítima, de 54 anos, contou a polícia que chegava em casa quando foi rendida pelos assaltantes. Enquanto o rapaz segurava uma faca, a travesti anunciou o roubo. Depois de ameaçar matar a mulher caso não entregassem tudo que tinha, a suspeita arrancou a bolsa das mãos dela e fugiu.

Desesperada, a vítima gritou por socorro e foi amparada por moradores e também pelo genro, que estava em casa no momento. Testemunhas resolveram perseguir os assaltantes que tentaram pular o muro da Escola Municipal Professor Alcídio Pimentel para escapar. A travesti, no entanto, foi detida pelos moradores.

A Polícia Militar foi chamada e fez a prisão em flagrante da suspeita. Através do sistema policial, identificaram Tifani como Wellington Rodrigues Ribeiro e descobriram que ela já tinha passagem por tráfico de drogas.

Tifani contou que cometeu o crime a convite de Jonyelson. Detalhou que horas antes encontrou o amigo na Vila Nhanha e ele a chamou para “fazer uma fita”. Depois de aceitar, os saíram pela região até encontrar a vítima na porta de casa. Foi o rapaz quem decidiu abordar a mulher, sacou a faca e avisou a ela: “agora é a hora”.

Após reforçar que não sabia onde o amigo estava, Tifani foi levada para a delegacia. Pouco depois, guardas municipais compareceram a unidade policial com Jonyelson preso. Eles encontraram o rapaz dentro da Escola Municipal Professor Alcídio Pimentel, escondido na dispensa. Com ele, apreenderam o celular e o dinheiro levado da vítima, cerca de R$ 250.

Os dois amigos foram reconhecidos pela vítima como autores do crime. O caso foi registrado como roubo qualificado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.