ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Após atender pandemia, homeopáticos serão fornecidos pela prefeitura

Em parceria com o Município, farmácias distribuíram medicamentos utilizados para tratar gripe para população exposta à covid-19

Por Tainá Jara | 21/01/2021 11:42
Arsenicum Album foi homeopático utilizado no tratamento da covid-19 (Foto: Divulgação)
Arsenicum Album foi homeopático utilizado no tratamento da covid-19 (Foto: Divulgação)

A Câmara de Vereadores autorizou o prefeito Marquinhos Trad (PSD) a fornecer medicamentos homeopáticos pela rede municipal de saúde de Campo Grande. Conforme publicado na edição desta quinta-feira, do Diário Oficial do Município, os remédios serão distribuídos no CEM (Centro de Especialidades Médicas).

Farmácias especializadas na produção destes medicamentos, em iniciativa encampada pela AMHMS (Associação Médica Homeopática de Mato Grosso do Sul), se mobilizaram para fornecer, de forma gratuita, o tratamento durante a pandemia do novo coronavírus.

Medicamento, utilizado geralmente para o tratamento de gripe, foi disponibilizado para população em geral, em parceria com o Município. A ideia era prevenir ou amenizar os sintomas da Covid-19. Foram distribuídas mais de 180 mil doses nas unidades básicas de Saúde.

A partir de agora, outros tipos de tratamento homeopáticos estão acessíveis à população. Conforme a publicação, os remédios serão ministrados após consulta do médico devidamente cadastrado na Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

A disponibilização dos medicamentos homeopáticos tem como objetivo garantir à população o acesso a medicamentos de qualidade e o uso racional desses para tratamento de doenças de relevância epidemiológica no município e passíveis de tratamento mais natural.

O medicamento só será fornecido ao paciente que estiver portando o cartão SUS (Sistema Único de Saúde). Será disponibilizado pelo município a lista de homeopáticos essenciais, que contemplam a maioria dos sintomas apresentados pelos pacientes, sendo os mais prescritos pelos médicos.

Poderão ser realizados convênio com órgãos e unidades para o fornecimento dos remédios.





Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário