A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

22/04/2019 07:14

Após fugir da cena do crime, filho de subtenente que matou a tia se entregou

O crime aconteceu em residência na Rua Arisoli Ribeiro, onde a vítima vivia com os sobrinhos

Anahi Zurutuza e Mirian Machado
Viaturas da PM e dos bombeiros em frente á casa onde ocorreu o crime. (Foto: Clayton Neves)Viaturas da PM e dos bombeiros em frente á casa onde ocorreu o crime. (Foto: Clayton Neves)

Ismael Alves dos Santos, de 22 anos, que matou a tia Ivelin Aparecida Alves dos Santos, de 46 anos, com pelo menos 24 facadas se entregou para a polícia horas depois do assassinato. No local do crime, a informação era de que o rapaz havia fugido.

O jovem, que é filho de um subtenente da PM (Polícia Militar), está preso na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e deve passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (22).

O crime aconteceu em residência na Rua Arisoli Ribeiro, no Bairro Santo Amaro, onde a vítima vivia com Ismael e outros dois sobrinhos, de 15 e 23 anos.

Ismael usou uma faca de cozinha para matar a tia durante uma briga. Segundo a família, Ivelin chamava o sobrinho de homossexual com frequência e ele não gostava na situação.
No sábado (22) à tarde, o irmão mais novo do rapaz ouviu os gritos e foi até a casa do pai para pedir socorro.

Antes de fugir, Ismael também esteve com o pai, que mora no mesmo bairro, disse que tinha acabado de “fazer uma besteira” e fugiu. Foi o PM quem acionou o socorro, mas quando o Corpo de Bombeiros chegou, a mulher já estava morta.

A vítima era aposentada por invalidez, por conta de atrofia nas mãos.

De acordo com a delegada Maira Machado, que atendeu a ocorrência, Ivelin foi ferida em várias partes do corpo, inclusive na nuca, pescoço. “Teve muitos cortes nas mãos e nos braços ao tentar se defender. O cenário é muito violento”, afirmou ao Campo Grande News no sábado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions