A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

06/02/2013 20:25

Área invadida da Prefeitura tem reintegração de posse suspensa

Nyelder Rodrigues
Invasores receberam aviso de reintegração nesta manhã, e protestaram (Foto: Luciano Muta)Invasores receberam aviso de reintegração nesta manhã, e protestaram (Foto: Luciano Muta)

A reintegração de posse da área da Prefeitura invadida no Jardim das Hortências, em Campo Grande, foi suspensa pela justiça nesta quarta-feira (6). Cerca de 300 famílias estão no local.

A decisão, do desembargador Julizar Barbosa Trindade, é provisória e tem efeito até que a Câmara Julgadora da situação dê um pronunciamento final.

Entretanto, a medida é valida apenas para as famílias que já estão na área. Caso haja outras invasões lá, a decisão, que está em segunda instância, poderá ser imediatamente revogada.

Esta área foi a penúltima a ser invadida em Campo Grande. Outras também estão ocupadas, a última delas no bairro São Conrado, nesta tarde. A reintegração no Jardim das Hortências seria feita nesta quinta-feira (6), às 6h.

Na manhã de hoje, a Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) foi ao local, além de caminhões e patrolas da Prefeitura, e avisaram sobre a reintegração de posse.

Em frente ao lixão do bairro Dom Antônio Barbosa, cerca de 400 pessoas estão acampadas desde o fim do ano passado. O novo bairro já tem até nome: Mundo Novo. No bairro Panorama, no cruzamento da Rua Três Poderes com a Tibagi, mais de 20 famílias ocupavam uma área, onde até uma igreja está sendo construída. O local é particular e está em litígio.

A maioria dos “sem-teto” diz que se está cadastrada há anos no programa de habitação da Emha (Agência Municipal de Habitação de Campo Grande), mas alega que até hoje não conseguiu uma casa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions