A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

14/04/2017 12:48

Auditoria constata que 70% dos contratos atrasados são inferiores a R$ 50 mil

Pente-fino foi instituído no dia 9 de janeiro por meio de decreto no Diogrande

Yarima Mecchi
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad. (Foto: Alcides Neto)Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad. (Foto: Alcides Neto)

A auditoria feita em contratos da gestão passada constatou que 70% das dívidas são inferiores a R$ 50 mil. A informação foi passada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) na manhã desta sexta-feira (14) durante visita ao UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Coronel Antonino.

De acordo com o prefeito, o grupo de trabalho instituído no dia 9 de janeiro - por meio de decreto no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) - está se organizando para começar a pagar as desprezas acumuladas, com valor máximo de R$ 50 mil.

"Nós prorrogamos por mais 60 dias o prazo para pagar os fornecedores. Estamos nos organizando para pagar os contratos de até R$ 50 mil, serão prioridade. É 70% do total que ficou sem pagar, estamos nos estabilizando para pagar todos", destacou.

Parte dos contratos já deve começar a ser paga. De acordo com o decreto do dia 7 deste mês, além de prorrogar o trabalho da equipe, também determinou que fica vedado o pagamento de despesas realizadas até 31 de dezembro de 2016 de valor superior a R$ 25 mil, exceto as referentes a pessoal e encargos, dívida fundada e de caráter continuado.

A equipe é composta por membros da Sefin (Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento), Segov (Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais), Seges (Secretaria Municipal de Gestão), PGM (Procuradoria-Geral do Município) e CGM (Secretaria Municipal da Controladoria-Geral de Fiscalização e Transparência). O levantamento ainda não foi concluido pelo grupo e deve ser apresentado em junho.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions