A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

30/09/2011 08:58

Aumenta número de bancários em greve em Campo Grande

Vinícius Squinelo

Segundo sindicato, impasse salarial deixa classe paralisada por tempo indeterminado

Protesto dos bancários no centro da Capital ontem (foto: Pedro Peralta)Protesto dos bancários no centro da Capital ontem (foto: Pedro Peralta)

A greve dos bancários em todo o país completa quatro dias hoje, com o número de trabalhadores paralisados aumentando na Capital. Segundo o Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região, a classe está aderindo voluntariamente à paralisação.

“O movimento continua da mesma forma, com os bancários aderindo, não cedendo à pressão dos bancos”, afirmou explicou Benício Pereira Faustino, diretor de relações sindicais.

Ontem os bancários realizaram um protesto em frente ao Banco do Brasil, na esquina da avenida Afonso Pena com a rua 13 de Maio. Já neste fim de semana, o sindicato não marcou nenhum manifesto público.

Ainda segundo Benício, o número de agências fechadas deve permanecer em uma média de 70, em um total de 90 na Capital. “A greve foi deflagrada nacionalmente, e só vamos marcar uma nova assembleia quando houver um indicativo do Comando Nacional”, explicou o sindicalista.

Todos os dias, o sindicato realiza reuniões de balanço das ações. Até o momento não houve uma contraproposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) para a classe.

Os bancários reivindicam 12,8% de reajuste salarial, o que representaria apenas a 0,56% de ganho real para a classe, enquanto a Fenaban ofereceu um máximo de 8% de aumento

Também houve paralisações em Dourados e Região e em Corumbá.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions