A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/08/2015 17:01

Autor de vídeo que viralizou devido a críticas contra Lula participa de ato

Flávia Lima e Leonardo Rocha
O estudante Julio Lins veio do Amazonas para participar de manifestação em Campo Grande. (Foto:Fernando Antunes)O estudante Julio Lins veio do Amazonas para participar de manifestação em Campo Grande. (Foto:Fernando Antunes)
Representantes de vários grupos também fizeram discursos. (Foto:Vanessa Tamires)Representantes de vários grupos também fizeram discursos. (Foto:Vanessa Tamires)

O estudante de Direito Júlio Lins, 18, que mora no Amazonas e que na época das primeiras manifestações contra a corrupção postou no Youtube um vídeo criticando o ex-presidente Lula, participa neste domingo, do ato que acontece em Campo Grande, na Praça do Rádio Clube.

Em seu discurso na Concha Acústica, ele acusou o ex-presidente de ser o mentor do esquema de corrupção instalado no país, alvo de denúncias e investigações da Justiça. "O Lula perdeu a reputação e o brilho nos olhos", ressaltou. Júlio convocou os manifestantes a cobrar da Justiça, punição aos envolvidos em casos de corrupção. Ele contou que não esperava que seu vídeo fosse viralizar e que agora viaja pelo país proferindo discursos politizados.

"As pessoas estão mudando os rumos do Brasil", destacou em sua fala.  A coordenadora do movimento Pátria Livre, Fabrícia Sales, também subiu ao palco para enfatizar a importância de acompanhar o trabalho dos políticos nas câmaras municipais e no Congresso, além de cobrar dos parlamentares suas promessas através das redes sociais.

Representante do grupo maçom, Adriano Graça, que também organizou o ato, disse que as manifestações estão se expandindo no país e e que esse é um "grande momento para mudar as regras da política do pais", incentivando a população a sair às ruas, pedindo reforma política, com o fim da reeleição, o voto impresso na urna e a aprovação do projeto do MPF, que prevê penas mais duras aos corruptos.

Intercalado aos discursos, a organização do movimento exibe nos dois telões, vídeos capturados da internet, com entrevistas e discursos do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Roussef. Em um dos vídeos, Lula aparece dizendo que em seu governo a Petrobras seria "uma caixa branca e transparente".

Em outro momento, ele aparece durante entrevista no Programa Livre, da Rede Globo, ressaltando que o mesmo povo que elege um político tem o direito de destituí-lo, caso não cumpra suas promessas de campanha.

A trilha sonora do evento conta com músicas de Gonzaguinha, Gabriel, O Pensador e Legião Urbana. A advogada do movimento Pátria Livre, Soraia Thronike, disse que a questão da corrupção é uma prática que atinge a todos os partidos, porém considera que o PT foi o partido que mais cometeu esse tipo de crime. "O PT roubou a liberdade do povo e fica com o dinheiro do suor do trabalhador, ao invés de investir em áreas como Segurança Pública, Educação e Saúde. Não daremos folga para vocês, acabou a paciência", afirma.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions