A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/08/2015 16:12

Número de pessoas na Praça do Rádio dobra em uma hora de protesto

Paulo Yafusso e Antonio Marques
Número de manifestantes no centro de Campo Grande vem aumentando, mesmo com o calor e tempo seco (Foto: Vanessa Tamires)Número de manifestantes no centro de Campo Grande vem aumentando, mesmo com o calor e tempo seco (Foto: Vanessa Tamires)

Com uma hora de manifestação, o número de participantes chega a 3 mil, de acordo com estimativa do tenente-coronel Figueiredo, que comanda as equipes da PM (Polícia Militar) que estão atuando no centro de Campo Grande, para evitar tumultos. No início do protesto, eram 1.500 manifestantes.

Com a temperatura agora chegando aos 32 graus e a umidade do ar em 25%, as pessoas buscam se proteger nas sombras das árvores da Praça do Rádio Clube. Esse protesto é diferente das realizadas anteriormente na Capital. Haverá apenas uma concentração no local, não havendo passeata pela avenida Afonso Pena, como ocorreu nas manifestações anteriores. Foi montado também um espaço para que as pessoas possam colocar suas frases de protesto.

O foco principal é a corrupção na Petrobras, evidenciada na Operação Lava Jato, e a saída da presidente Dilma Rousseff da presidência da República, mas muitos também trazem cartazes se referindo a casos regionais, como a Operação Lama Asfáltica e a crise na Prefeitura da Capital, por conta da situação da semana passada, em que o prefeito Gilmar Olarte se tornou réu no processo em que é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. E também a abertura da Comissão Processante para discutir o afastamento dele da Prefeitura.

Para evitar tumultos e depredações, a Polícia Militar e a Guarda Municipal reforçaram o efetivo nas áreas importantes, como o centro da cidade e os prédios públicos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions