A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

07/08/2019 17:45

Bebês que vão viajar a SP, RJ e Pará precisam tomar reforço contra sarampo

Alerta foi feito pela Prefeitura de Campo Grande, atendendo a recomendação do Ministério da Saúde

Marta Ferreira
Recomendação vale para crianças entre seis meses e um ano. (Foto: Assessoria de Imprensa/PMCG)Recomendação vale para crianças entre seis meses e um ano. (Foto: Assessoria de Imprensa/PMCG)

Bebês com idades entre seis meses e um ano precisam tomar dose de reforço da vacina contra o sarampo, caso a família pretenda viajar para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pará, que hoje são considerados área de risco para o contágio da doença. A orientação é do Ministério da Saúde, segundo nota divulgada pela Prefeitura de Campo Grande nesta quarta-feira (8).

O alerta também é para que os pais e mães se atentem da existência de prazo para a imunização fazer efeito. A criança deve ser levada para receber a dose da vacina tríplice viral 15 dias antes de deixar o Estado.

A Prefeitura alertou, ainda, que a família deve permanecer alerta ao calendário nacional de vacinação, já que a dose não será validada caso esteja fora do prazo. Quando completar doze meses a criança deve comparecer novamente à unidade de saúde para tomar a dose programada da vacina tríplice viral e, aos quinze meses, a da tetra-viral, que já estão planejadas no cronograma.

Temor - Casos da doença foram registrados em 43 municípios, impondo a necessidade de reforço vacinal para impedir a proliferação da doença pelo país. Confira aqui a lista de municípios com registros de sarampo.

Em Campo Grande, o último caso registrado de sarampo foi em 2011, de uma turista francesa, infectada fora do País. A cobertura vacinal na cidade, hoje, é de 98% contra o sarampo, acima da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. A dose da tríplice viral está disponível em qualquer uma das 69 UBS e UBSFs da cidade. Quem nunca tomou nenhuma dessas vacinas também pode comparecer à unidade de saúde com a caderneta de Vacinação, o cartão do SUS ou o prontuário da Rede Municipal de Saúde para receber a imunização.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions