A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

06/04/2019 09:14

Bueiros entupidos juntam água ‘podre’ com larvas no Cidade Morena

Idosa já passou inseticida para matar mosquitos que ficam sobrevoando as bocas-de-lobo

Ronie Cruz
Bocas-de-lobo acumulam larvas, embalagens plásticas e materiais orgânicos (Foto: Henrique Kawaminami)Bocas-de-lobo acumulam larvas, embalagens plásticas e materiais orgânicos (Foto: Henrique Kawaminami)

Quase todos os bueiros estão entupidos nas esquinas da rua Salmorão no trecho entre as ruas Floreal e Onda Verde, na Vila Cidade Morena. O problema se agravou por conta da água parada e ‘podre’ que está acumulando larvas de insetos, como de moscas e do próprio Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e que é o maior temor dos moradores.

A dona de casa Solange Albuquerque, 47, diz que já reclamou na prefeitura há quase cinco meses. “Tá entupido tá cheio de terra meu marido todo dia passa um vassoura ali por causa da dengue. A dengue tá aí eu tenho duas crianças em casa e é complicado. A água fica aí podre”, afirmou acrescentando que quando chove o problema se agrava.

Cansada do problema na porta de casa, a pensionista Maria Zerial de Santana, 71, passou um spray de veneno contra os insetos em uma das bocas-de-lobo. A situação dela é a que mais chama a atenção. Larvas grandes se reviram na água escura misturada com embalagens plásticas e matéria orgânica.

“Já faz tanto tempo que está assim que já criou até lodo. Eu mantenho minha casa bem cuidada, limpa e sem água parada. Mas em compensação bem na frente de casa tem esse foco de dengue”, disse apontando para a boca de lobo. “Falam muito dos casos de dengue, mas os agentes de saúde passam aqui e não denunciam essa água podre”, exclamou.

Dona Maria Zerial disse que usou inseticida para afugentar mosquitos dos bueiros (Foto: Henrique Kawaminami)Dona Maria Zerial disse que usou inseticida para afugentar mosquitos dos bueiros (Foto: Henrique Kawaminami)

Para o operador de máquina, Evanildo Francisco Bezerra, 66, a prefeitura precisa intensificar o monitoramento das bocas de lobo. “Quanto mais rápido possível eles vierem melhor. Falta uma fiscalização rigorosa. É brincadeira! Não dá mais. Não tem condições de deixar isso assim”, disse o morador.

A assessoria de comunicação da prefeitura de Campo Grande informou que a reclamação será encaminhada para a divisão de manutenção da Sisep (Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos) para providências, mas não indicou uma data para a solução do problema.

Proliferação de larvas de insetos nos bueiros da rua Salmourão no Cidade Morena (Foto: Henrique Kawaminami)Proliferação de larvas de insetos nos bueiros da rua Salmourão no Cidade Morena (Foto: Henrique Kawaminami)

Ao Campo Grande News, Evanildo fez outra denúncia envolvendo água parada perto dali em outra rua. Um esgoto estourou em frente a Escola Estadual Izaura Higa na rua Inconfidente. A água escorre o dia todo e se acumula numa rua de cascalho, conforme os moradores.

Conviver com o problema na porta de casa tem sido um desafio para a dona de casa Isadete de Araújo, 54, que mora com o irmão de 82 anos. “Um fedor que Deus me livre. Tem dia que gente não consegue nem almoçar direito porque o cheiro ruim invade a casa. Isso aí pode até fazer mal para crianças do colégio”, afirmou.

Sobre o problema, a prefeitura informou que a responsabilidade pelo esgoto é da Águas Guariroba. A empresa informou que uma equipe será enviada ao local para verificar o problema.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions