ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Caçambeiros querem área para descarregar entulho acumulado

Trabalhadores querem depositar material já coletado; Eles esperam uma nova reunião com membro da Prefeitura

Por Yarima Mecchi e Richelieu de Carlo | 09/01/2017 12:12
Caçambeiros protestaram no fim do ano. (Foto: Marcus Moura)
Caçambeiros protestaram no fim do ano. (Foto: Marcus Moura)

Um grupo de seis caçambeiros se reuniu na manhã desta segunda-feira (9) com o membro do primeiro escalão da Prefeitura de Campo Grande e reivindicaram uma área para que eles descarreguem os materiais já coletados.

"Temos caçambas cheias por toda cidade e queremos uma área para jogar esse entulho sem custo e depois começamos a cobrar um valor mais alto", destacou Bruno Brito, que participou da reunião.

Ele disse ainda que os materiais podem ser depositados na área do Jardim Noroeste, que foi interditada pela Justiça no dia 15 de dezembro, e que o preço do aluguel das caçamas ficará mais caro. "Nós vamos cobrar cerca de R$ 300 a R$ 350 se for preciso cobrar os entulhos", afirmou.


O responsável pela Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Rudi Fiorese, disse que existem apenas duas possibilidades para resolver a situação dos caçambeiros. "Uma é pegar uma área licenciada de empresa que já fazer o serviço e a outra é achar uma área na Capital e providenciar uma licença para os entulhos", destacou.


Uma nova reunião entre membros do Executivo e representantes dos caçambeiros ainda será marcada.

Nos siga no Google Notícias