A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018

04/03/2014 13:02

Campanha da Fraternidade trata de tráfico humano e será lançada amanhã

Kleber Clajus

A Campanha da Fraternidade de 2014 será lançada, na quarta-feira (5), em todo país. Em Mato Grosso do Sul, o arcebispo metropolitano de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, deve apresentar o tema deste ano que trata da “Fraternidade e Tráfico Humano”.

Conforme a CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), o objetivo do tema abordado é identificar as práticas de tráfico humano e denunciá-las como violação da dignidade e da liberdade humana, mobilizando dessa forma a sociedade contra o crime.

Em Campo Grande, uma celebração eucarística, no domingo (9), será realizada no Poliesportivo Dom Bosco, a partir das 15h.

As atividades da campanha, criada pela Igreja Católica no Brasil, ocorrem no período da Quaresma, mas o tema escolhido deve ser debatido e refletido durante todo o ano.

De acordo com dados da ONU (Organização das Nações Unidas), entre 2005 e 2011, foram investigadas 514 denúncias de tráfico de pessoas no Brasil. Segundo outro estudo, pelo menos 475 pessoas foram identificadas como vítimas do tráfico de pessoas nos 11 estados de fronteira do Brasil, durante o mesmo período.

Para a assistente social e membro do Conatrap (Comitê Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas), Estela Scandola, a temática precisa ser compreendida em toda sua complexidade, uma vez que o Ministério da Justiça só consideraria tráfico humano o realizado para “para fins de exploração sexual”.

“Não se considera, por exemplo, aquelas pessoas que estão em situação de trabalho escravo; a rede do narcotráfico, que tem se utilizado de crianças para o trabalho ilícito; o tráfico de bebês e uma série de outras situações que, num conceito mais abrangente, se enquadram como tráfico humano”, alerta Scandola, via assessoria de imprensa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions