A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/12/2012 16:22

Campanha quer acabar com esmola nas ruas de Campo Grande

Luciana Brazil
Campanha nas ruas de Campo Grande pretende acabar com esmola nas ruas. (Foto:Divulgação)Campanha nas ruas de Campo Grande pretende acabar com esmola nas ruas. (Foto:Divulgação)

Uma campanha de conscientização contra a mendicância foi lançada ontem (21) pela SAS (Secretaria Municipal de Políticas, Ações Sociais e Cidadania) em parceria com o Centro-Pop (Centro Especializado em Atendimento à População em Situação de Rua). A campanha “Não dê dinheiro, dê dignidade” quer orientar a sociedade para que não haja a contribuição da mendicância, mas sim a oportunidade de ressocializar com dignidade a população em situação de rua.

A intenção é sensibilizar a população campo-grandense a não dar dinheiro para crianças, adolescentes e adultos pedintes que ficam pelas ruas da cidade.

A ação até o dia 6 de janeiro de 2013, época de festividades de fim de ano. As equipes da SAS estarão nas ruas durante o dia, no período das 8 horas às 17 horas e das 18 horas às 22 horas com atividades que buscam localizar e acolher as pessoas em situação de rua e mendicância.

A secretaria disponibilizou um veículo volante e duas equipes de educadores sociais a pé, na região central, local onde há maior incidência de população em situação de rua e mendicância.

As atividades, coordenadas pela SAS, contam com o apoio dos educadores sociais do Seas (Serviço Especializado em Abordagem Social), profissionais dos Creas (Centros de Referência Especializado em Assistência Social), Cras (Centros de Referência em Assistência Social), Conselhos Regionais de Serviço Social (CRESS) e de Psicologia (CRP).

De acordo com a secretária da SAS, Nilva Santos, as equipes pretendem orientar e informar a sociedade que qualquer ajuda, seja com moedas, alimentação, entre outros, contribui para que essas pessoas permaneçam nas ruas em situação de vulnerabilidade social e perpetuando a pobreza.

Para a chefe da Divisão de Média Complexidade da SAS, Sonia Calux, a “esmola” contribui para a fragmentação dos laços familiares das crianças e adolescentes que estão pelas vias públicas.

Para contribuir com a campanha, a população pode ligar para o telefone do serviço de acolhimento do Centro-Pop durante o dia no telefone 3341-2505 e no período da noite, no plantão, por meio do telefone celular 8405-9528.



Dar esmolas contribui negativamente sim, contudo, pior é a omissão do Poder Público. Não vemos programas sociais eficazes e duradouros, sem a vinculação político-partidária. Não vemos em Campo Grande,e quase certo que no Brasil inteiro, programas sociais por parte de governos, que visem "libertar" os marginalizados e menos favorecidos, tornando-os cidadãos plenos.
 
Fernando Silva em 22/12/2012 22:17:21
Há alguns anos, eu encontrei um senhor paraplégico pedindo esmolas na 14 de julho. Eu disse para ele que não daria esmola porque ele era rico. Rico, eu? ele perguntou. Eu disse que ele tinha duas riquezas: as mãos e a mente saudáveis, e que poderia aprender uma profissão.Ele não gostou da idéia e continua a pedir esmolas até hoje.É pena...uma vida perdida.
 
Renato Barbosa em 22/12/2012 18:40:58
Ótima iniciativa

A população de Campo Grande necessita desta campanha, pois está aumentando muito o número de pessoas pedindo nas ruas. Este fato prejudica a cidade pois não existe nada mais desagradável do que uma pessoa pedindo nas ruas. As pessoas ficam pressionadas e acabam dando dinheiro pois em todos os lugares há pessoas pedindo. Se não tiver uma atitude das autoridades em barrar essas pessoas principalmente nos semáforos a nossa cidade ficara como outras cidades, onde os turistas são abordados a todo momento.
Os turistas ficam incomodados com a existência dessas pessoas. Quanto mais esmola dermos a essas pessoas mais pessoas irão para a rua.
Parabéns.


 
raquel marrtins em 22/12/2012 17:40:22
Tomara que de certo!
Se continuar neste ritimo, já já Campo Grande vai parecer São Paulo onde toda esquina tem alguem pedindo. Muitos estão na rua por opção tirando a beleza de nossa Cidade e incomodando as pessoas que tem que andar de vidro fechado. Já as pessoas que realmente necessitam, torço para que o trabalho social e até mesmo doaçoes possam ajuda-las a buscar uma forma digna e honesta de buscar o seu sustento.
Midia, divulgem e apoiem esse ideia!!!
 
Alex Ferreira em 22/12/2012 17:38:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions