A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

14/08/2012 20:24

Campo Grande registra umidade de 21%, a menor entre as capitais

Nyelder Rodrigues
A Capital foi a que registrou o menor índice entre as capitais brasileiras. À frente de Cuiabá, Palmas e Goiânia. (Foto: Simão Nogueira)A Capital foi a que registrou o menor índice entre as capitais brasileiras. À frente de Cuiabá, Palmas e Goiânia. (Foto: Simão Nogueira)

A umidade relativa do ar em Campo Grande chegou à marca de 21%, conforme registros do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Nesta manhã, a cidade registrou 52% de umidade do ar, por volta das 7h.

A Capital foi a que registrou o menor índice entre as capitais brasileiras. Cuiabá (MT), que teve o segundo pior registro, chegou aos 22%. Em seguida vêm Palmas (TO) e Goiânia (GO), com 25% de umidade relativa do ar.

Nas quatro cidades, o registro de chuva foi de zero milímetro. Os dados do Inmet referem às condições do tempo até às 18h.

Seca - Desde o dia 8 julho não chove significativamente em Campo Grande. Entre os dias 25 e 26 de julho, a meteorologia registrou apenas 0,4 milímetros de água. A previsão é que a situação persista, pelo menos, até o final da semana.

Em tempos de baixa umidade relativa do ar, a orientação da Defesa Civil e especialistas é para que a população evite praticar atividades ao ar livre e ficar exposto ao sol nos horários das 10h às 17h, além de ingerir bastante líquido, evitando problemas de desidratação.

A orientação também vale como prevenção de incêndios. A recomendação é para que população não faça fogueiras, principalmente nas proximidades de matas e florestas.

Já para os motoristas que trafegam por regiões sujeitas a incêndios, a orientação é para que tenham atenção redobrada devido à visibilidade reduzida pela fumaça e que evitem jogar pontas de cigarros para fora dos veículos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions