A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/06/2016 16:14

Cansados de acidentes, moradores imploram por solução em cruzamento

Semáforo, lombada elevada e até radar são algumas das sugestões para Prefeitura acabar com problema no bairro Buriti

Leandro Abreu
Mesmo placa alertando para Cruzamento Perigoso, acidentes são constantes na região. (Foto: Marcos Ermínio)Mesmo placa alertando para "Cruzamento Perigoso", acidentes são constantes na região. (Foto: Marcos Ermínio)
Moto entregador diz que sempre escuta barulho de freadas durante as madrugadas, principalmente a partir de quinta-feira e com a chegada do fim de semana. (Foto: Marcos Ermínio)Moto entregador diz que sempre escuta barulho de freadas durante as madrugadas, principalmente a partir de quinta-feira e com a chegada do fim de semana. (Foto: Marcos Ermínio)

Cansados de presenciar acidentes praticamente toda semana no cruzamento da avenida Lúdio Martins Coelho com a rua Antônio Bandeira, moradores do bairro Buriti, região oeste de Campo Grande, “imploram” por uma solução da Prefeitura. Semáforo, lombada e até um radar são algumas das opções citadas pelos moradores para que o problema seja solucionado de uma vez por todas.

Conforme os moradores da região, o desrespeito pela sinalização e a alta velocidade em que circulam pelas duas vias são os principais motivos dos constantes acidentes registrados no cruzamento. “Quase sempre de madrugada escutamos barulho de freada. Quem vem pela Antônio Bandeira passa direto as vezes e o pessoal da Lúdio Martins Coelho corre demais também, pois o último semáforo fica lá atrás e eles vem embalados”, comentou o moto entregador Luiz Ricardo da Silva, 26 anos.

Comparado a outros cruzamentos da Capital, esse até possui uma boa sinalização. Falta uma placa de Pare na rua Antônio Bandeira no sentido bairro, mas possui uma outra placa de alerta para cruzamento perigoso a poucos metros do encontro das duas vias. “Muito acidente acontece com gente que não conhece a região aqui e passa direto por não ter placa ou se confundir com a preferencial”, completou Luiz.

Morando há 30 anos na rua Antônio Bandeira, a dona de casa Lourdes Ferreira, 43 anos, lembra dos benefícios trazidos pela chegada da avenida Lúdio Martins Coelho, mas não deixa de citar os problemas. “A avenida ajuda bastante. Ficou muito mais rápido e fácil chegar, mas sem a sinalização melhor ou um semáforo ali ficou muito perigoso. A gente que tem filho que sai de moto por ai fica agoniado. Teve um acidente até que o carro derrubou o muro e arrancou o padrão de energia da vizinha”, disse.

A zootecnista Adriana Dias, que passa diariamente pelo cruzamento, comenta que sempre vê pedaços de veículos e cacos de vidro amontoados no cruzamento. “Todo fim de semana tem algum acidente quase. Tinha que ter um semáforo no cruzamento para acabar com isso. E o problema não é só aqui. O cruzamento da Antônio Bandeira com a rua das Carmélias também tem a sinalização complicada e muita gente passa direto. Confundem a preferencial. Vários acidentes já aconteceram lá também”, lembra.

Passagens elevadas com faixa de pedestres e lombadas eletrônicas são outras opções de solução para o problema, segundo moradores. “De madrugada, mesmo com o semáforo, as pessoas iam passar direto do mesmo jeito, ninguém respeita. Tem que colocar uma daquelas lombadas altas ou um radar, porque ai ninguém passa correndo. Já cansamos de enviar solicitações para a Prefeitura, mas até hoje nada”, disse um morador que preferiu não se identificar.

Por conta do domingo, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) não possui expediente para informar se há previsão de alguma providência no cruzamento para reduzir o número de acidentes.

Excesso de velocidade e desrespeito da sinalização são alguns dos principais motivos para os acidentes, conforme moradores (Foto: Marcos Ermínio)Excesso de velocidade e desrespeito da sinalização são alguns dos principais motivos para os acidentes, conforme moradores (Foto: Marcos Ermínio)
De atropelamento de vaca a capotamento, rodovias tem acidentes sem vitimas
Em fiscalização pelas rodovias da região de Nova Andradina, durante o fim de semana, as equipes da PMR (Policia Militar Rodoviária) registraram dois ...
Homem que sofreu acidente de moto no Tijuca se recupera após cirurgia
Francisco Teixeira de Lima, 32, que sofreu acidente de moto na noite de sábado (25), no cruzamento das ruas Itaporã e Pará, no bairro Tijuca, região ...
Homem corre risco de ficar sem as pernas após acidente de moto no Tijuca
Francisco Teixeira de Lima, 32 anos foi encaminhado em estado grave à Santa Casa de Campo Grande, nesta tarde, após avançar sinal de pare com moto e ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions